Piaui Hoje





0

Acessibilidade

CIER já doou mais de 13 mil órteses e próteses

Atualizado em 26/04/2011 - 10:32 h
Tamanho da fonte: 15    
O CIER já doou mais de 13 mil órteses e próteses O CIER já doou mais de 13 mil órteses e próteses (Foto: CCom/Paulo Barros)  A Oficina Ortopédica do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) já produziu quase 13 mil órteses e próteses para pacientes de todo o Piauí. O trabalho é apenas um dos serviços oferecidos pelo Ceir, que comemora seu terceiro aniversário no dia 5 de maio, e durante sua curta história atuou na reabilitação de mais de 170 mil pessoas com deficiência física ou motora.

O jovem Eduardo Carvalho, de 24 anos, é um desses pacientes e exemplo da transformação que o atendimento realizado através do Centro pode proporcionar. Em razão de um problema genético, Eduardo teve a perna esquerda amputada quando tinha apenas 18 anos. Pouco tempo depois da inauguração do Ceir, ele buscou atendimento no Centro, iniciou tratamento fisioterápico e conseguiu uma prótese que lhe possibilitou voltar a caminhar após anos de muletas e cadeira de rodas. “A prótese mudou muita coisa na minha vida. A satisfação de voltar a caminhar, ter a minha liberdade, tudo isso não tem como explicar”, afirma.

Mais do que o prazer de caminhar, a prótese devolveu a Eduardo a independência. Hoje, ele é estudante universitário do curso de sistemas de informação e tem mobilidade para fazer tudo sozinho. “Quando cheguei ao Ceir, era muito grudado nos meus pais, dependente. Ter contato com outras pessoas com o mesmo problema, a prática esportiva e a prótese me deram segurança e autoestima para ser mais independente”, explica Eduardo.




Oficina Ortopédica do Ceir As próteses e órteses fornecidas pelo Ceir são gratuitas, custeadas através do Sistema Único de Saúde (SUS). 13 técnicos são responsáveis pela montagem das peças dentro da oficina do Centro, ajustando os modelos de acordo com a necessidade de cada paciente. Essas próteses e órteses teriam preços variáveis de R$ 90 a R$ 4,5 mil, de acordo com a tabela do SUS, mas os pacientes não pagam nada.
O coordenador da Oficina Ortopédica do Ceir, Paulo André Ramos, destaca que cada usuário faz quantas provas precisar até que a prótese esteja totalmente ajustada. “O paciente sai daqui andando. E, sempre que necessário, é feita a manutenção do aparelho, que geralmente é gratuita, exceto nos casos em que a danificação da prótese foi decorrente de algum descuido do usuário”, esclarece Paulo André.

Como conseguir uma prótese no Ceir

Hoje, os pacientes encaminhados pelo SUS respondem por 98% dos atendimentos realizados no Ceir. O grande diferencial do Centro é a oferta de atendimento multiprofissional. O fornecimento de órteses e próteses é só uma parte do serviço disponível, que inclui atendimento fisioterápico, psicológico, fonoaudiológico, dentre outras especialidades que auxiliem na reabilitação de pessoas com deficiência.

Os pacientes são encaminhados para o Ceir, via requerimento médico, do posto de saúde ou hospital do município piauiense onde ele foi atendido. A partir da requisição do médico, o Ceir convoca aquele paciente para que ele passe por uma avaliação global, que vai avaliar se ele se enquadra no perfil de pacientes atendidos pelo Centro.

Para conseguir uma prótese ou órtese, através do Ceir, o processo é semelhante. O primeiro passo é pedir ao médico a prescrição da peça ortopédica. Tendo a receita em mãos, o paciente deve procurar a Central do SUS ou o posto da Secretaria da Saúde de seu município para apresentar o CPF, número de telefone, certidão de nascimento, cartão do SUS e comprovante de endereço, que deve confirmar a residência no Piauí. “Essa documentação será encaminhada para o Ceir e nós chamamos o paciente para uma avaliação médica. Se ele efetivamente necessitar da prótese, encaminhamos o orçamento da peça para o SUS e tiramos a medida para iniciar a confecção”, explica Paulo André.

O coordenador destaca que o Ceir está de portas abertas para atender a todos. “Aqui, criamos desde coletes ortopédicos, aparelhos para quadril, colares, até as próteses de membros inferiores e também superiores. Pedimos aos pacientes que procurem o médico e peça esse encaminhamento para nosso Centro”, resume Paulo André.






Fonte: CCom  |  Editor: Paulo Pincel

Comentarios


ULTIMAS NOTÍCIAS


Assine nosso newsletter




© 2014. | Piauí Hoje | Todos os direitos reservados. Emails para contato: redacao@piauihoje.com - comercial@piauihoje.com - financeiro@piauihoje.com Rua Dr. Ocílio Lago - 1197 - Ininga - Teresina(PI) - CEP - 64048-025 - Telefones do Piauí Hoje: (86)3237-1000 e (86)9987-9655