Piaui Hoje





Esportes

Briga de torcidas

Parnahyba quer torcida 'Esporão do Galo' banida dos estádios

Atualizado em 30/01/2014 - 21:05 h
Tamanho da fonte: 15    
 Não satisfeito com as novas medidas de seguranças tomadas pela Polícia Militar em conjunto com a Federação de Futebol (FFP) e o Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí (TJD-PI), o presidente do Parnahyba, Batista Filho, quer o banimento da torcida Esporão do Galo, principal torcida organizada do River.

O advogado do clube do litoral, Hélio Alelaf, será o responsável para entrar com a representação junto à Justiça Desportiva Estadual.

Segundo Batista Filho, a diretoria do Parnahyba reuniu dados e produziu um ‘dossiê’ junto com sua assessoria jurídica, o qual descreve todos os atos hostis e violentos causados por integrantes da torcida organizada riverina, ao longo de quase oito anos.

“Não podemos mais permitir que nossos torcedores saiam de Parnaíba para serem agredidos e intimidados por uma torcida organizada. Estamos tentando reerguer o nosso futebol e não queremos passar por esse tipo de constrangimento, seja na capital ou em qualquer outro local que formos jogar”, declarou o presidente do Tubarão.

Um dos casos citados pelo dirigente foi o de 2006, quando integrantes dessa mesma torcida organizada foram apontados como autores de apedrejar um ônibus que também levava torcedores do Parnahyba. Na ocasião um torcedor azulino não suportou o susto e chegou a falecer em decorrência de um ataque cardíaco.

Toda a documentação deverá ser entregue ao presidente da FFP, Cesarino Oliveira. Além da federação, o setor jurídico do clube também encaminhará uma cópia do documento para o TJD-PI e para o Ministério Público Estadual (MPE-PI).

“Estamos bem embasados e as provas que são citadas nesse documento temos todas em ‘mãos’. Não quero causar polêmica ou chamar atenção com essa atitude, mas sim buscar uma solução mais rígida para conter atos violentos. Já chega. Nosso futebol não precisa disso. A rivalidade dentro de campo é boa, fora não”, destacou Batista Filho, presidente do Parnahyba.

Pelo segunda rodada do Campeonato Piauiense 2014, o Parnahyba recebe o líder da competição Piauí, no próximo domingo (2), às 16h, no Estádio Verdinho. O Azulino vem do empate em 0 a 0 na estreia fora de casa contra o River.

Diretoria faz campanha pela paz

Em repudia ao acontecimento nos arredores do Estádio Lindolfo Monteiro antes início do jogo entre River e Parnahyba, quando o ônibus da torcida parnaibana foi alvejado por objetos e latas, a diretoria do Tubarão organizará uma campanha junto aos seus torcedores pedindo paz nos estádios.

“A campanha tem como objetivo incentivar nossos torcedores de que o futebol é o espetáculo e o principal beneficiado é justamente aquele que paga o ingresso e vai ao estádio. Quando o River vier até o litoral, vamos recebe-los com faixas, da melhor maneira possível”, disse o presidente Batista Filho.

As duas equipes tem confronto marcado para o segundo turno do Campeonato Piauiense, mas é bem possível que ambos se encontrem nas semifinais ou final do primeiro turno, caso avancem à fase seguinte.


Fonte: Odia  |  Editor: Orlando Portela

Comentarios



Assine nosso newsletter




© 2014. | Piauí Hoje | Todos os direitos reservados. Emails para contato: redacao@piauihoje.com - comercial@piauihoje.com - financeiro@piauihoje.com Rua Dr. Ocílio Lago - 1197 - Ininga - Teresina(PI) - CEP - 64048-025 - Telefones do Piauí Hoje: (86)3237-1000 e (86)9987-9655