ARTIGO

A liberdade de Lula eleva a luta pela democracia a novo patamar político

Não há dúvidas de que recrudescerá o embate entre a democracia e o autoritarismo


Ex-governador Lula

Ex-governador Lula Foto: Viomundo

Ontem o Brasil registrou um histórico fato que abre nova etapa no enfrentamento político no Brasil: a LIBERDADE do ex-presidente LULA.
LULA estava  injustamente preso, por 580 dias, em razão de um processo partidarizado pela famigerada força tarefa da lava jato que, como está claro hoje, não tinha  objetivo de combate à corrupção, mas de  criminalização da política, em especial, das forças progressistas e de esquerda que, em quatro eleições seguidas, derrotaram o obscurantismo neoliberal  e conduziram governos populares que fortaleceram a democracia, a soberania nacional e promoveram a mais importante desconcentração de renda na história do país.  


Em especial, ganha novo patamar a luta em defesa da democracia que nesse momento se  materializa na defesa intransigente do texto constitucional de 1988, a Constituição Cidadã, como tão bem cunhou Ulisses Guimarães.


Não há dúvidas de que recrudescerá o embate entre a democracia e o autoritarismo de cunho fascista representado pelo governo do capitão.
O palco principal dessa batalha serão as ruas, praças, escolas, universidades e o campo brasileiro, já tão afetado pelas agressões do governo dos latifundiários. Mas também, como já indicou a grande mídia, representante do rentismo e do império do norte, outro palco privilegiado dessa batalha, será o Congresso Nacional, já acionado para mutilar a Constituição alterando o artigo que trata da presunção de inocência. A concentração de esforços das forças direitistas agora, é suprimir do texto constitucional, a garantia de que a efetivação de  prisão só com trânsito em julgado de sentença penal condenatória.


A correlação de forças muda a nosso favor com a liberdade de LULA, que agora tem em suas mãos as condições de construir um amplo movimento com suporte popular mas também, e será decisivo nesse embate, a atração de forças políticas que entendam como fundamental a causa da democracia.
Que a festa, justa, de hoje seja o motor da mobilização do povo brasileiro tendo como bandeira maior o restabelecimento da normalidade democrática e a retomada de um projeto nacional de desenvolvimento com justiça social.
A unidade, nesses termos, será passo decisivo rumo uma nação soberana e justa!

Por José Carvalho Rufino
Vice Presidente do PCdoB do Piauí.

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

JOSÉ CARVALHO RUFINO

JOSÉ CARVALHO RUFINO

Se você quer escrever e expor suas ideias esse é seu espaço. Mande seu artigo para nosso e-mail (redacao@piauihoje.com) ou pelo nosso WhatsApp (86) 994425011. Este é um espaço especial para leitores, internautas, especialistas, escritores, autoridades, profissionais liberais e outros cidadão e cidadãs que gostam de escrever, opinar e assinando embaixo.

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete

O STF deve afastar Deltran Dallagnol da chefia da Lava Jato?

ver resultado