MARKETING

Quem está politizando a pandemia da Covid-19 no Brasil é Bolsonaro

Orientado por marketeiros, presidente aproveita o momento de uma crise mundial para fazer política com polêmicas do censo comum


Bolsonaro criou o cantinho da imprensa para mandar seus recados

Bolsonaro criou o cantinho da imprensa para mandar seus recados Foto: Brasil 247

As redes sociais estão lotadas de "técnicos" e bolsonaristas dizendo que não se deve politizar a pandemia do novo coronavírus no Brasil. Mas como fazer isso se tem um presidente da República usando a desgraça alheia para fazer campanha política o tempo inteiro?

Jair Bolsonaro tem se mantido no centro das polêmicas ao fazer uma campanha aberta contra o isolamento social, ao incentivar as pessoas a irem para as ruas e voltarem ao trabalho, mesmo correndo o risco de contágio com o novo vírus.

Manter-se no centro das atenções da mídia com polêmicas rasteiras, próprias do censo comum, é uma das estratégias do marketing político dos Bolsonaro. E essas estratégias tem sido usadas desde a campanha eleitoral de 2018.

No domingo (29), seguindo sua estratégia, Jair Bolsonaro resolveu atropelar às orientações médicas do mundo inteiro e foi passear pelas cidades satélites de Brasília, colocando em risco a saúde dele, dos assessores, seguranças e das demais pessoas.

Como um garotão que não tinha nada a fazer, Bolsonaro decidiu passear por Brasília assim do nada, orientado pelo "Gabinete do Ódio", comandado pelos filhos dele, conforme registrou a imprensa estrangeira.

O isolamento social desrespeitado pelo presidente da República é uma das medidas mais adotadas em todo o mundo para conter a velocidade do contágio do novo coronavírus. Então, como não politizar a ação irresponsável de um político?

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há mais de 35 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Atualmente é diretor de jornalismo do portal www.piauihoje.com

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete