FINANÇAS

Tesouro Nacional dá título de bom pagador e o Piauí já pode ter novos investimentos

Nota do Tesouro Nacional coloca o Piauí em destaque no ranking nacional


Governador Wellington Dias

Governador Wellington Dias Foto: André Oliveira

A oposição ao governo de Wellington Dias, que vinha se assanhado para tentar desgastar ao máximo a gestão do petista, levou um grande balde de água fria exatamente de quem esperava ser o grande algoz do governador: o governo federal e seus órgãos auxiliares.

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN), órgão vinculado ao Ministério da Economia, acaba de elevar a nota de avaliação do Piauí, colocando o estado no grupo dos bons pagadores. Isso é resultado da habilidade do governador e da sua equipe econômica, o que sempre deixa os opositores desnorteados.

O Tesouro Nacional, depois de muitas análise de dados, subiu a nota do estado para B. O Piauí foi o único que teve sua nota de avaliação elevada entre todos os demais estados do País. Isso dá mais tranquilidade e ânimo aos gestores para captar recursos dentro e fora do país, especialmente da iniciativa privada.

Para elevar a nota do Piauí, o sistema de avaliação do Tesouro Nacional fez um pente fino nas contas do estado e utilizou, inclusive, relatórios do Tribunal de Contas e do Ministério Público, constatando que as medidas implantadas para o ajuste fiscal e transparência foram eficientes e seguras.

Contente com o resultado da avaliação do TN, o governador Wellington Dias considera que, com a nota B, que simboliza aumento do grau de confiança nas finanças do estado, o Piauí se reafirma como um ponto fora da curva entre os demais estados brasileiros, quase todos imersos em uma crise política e financeira.

Apesar das críticas e ataques da oposição e das dificuldades geradas pelas crises econômica e política, o governo do petista Wellington Dias conseguiu manter os salários em dia e as contas equilibradas, mesmo dentro da margem possível.

Desde que reassumiu o estado, em 2014, a gestão das finanças do governo do Piauí sofreu ataques ferozes e virulentos da raquídica oposição que sobreviveu. Até rede de fake news foi criada, mesmo tupiniquim, mas no "finíssimo" estilo bolsonaristas.

Além do acesso mais restrito aos recursos federais a partir de 2016, quando a presidente Dilma Rousseff sofreu o golpe e foi deposta, o governo de Wellington sofre também com a ação danosa e boicote de poderosos do Piauí que tentam fragilizar as finanças do estado para minar a liderança do governador.

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Luiz Brandão

Luiz Brandão

Luiz Brandão é jornalista formado pela Universidade Federal do Piauí. Está na profissão há mais de 35 anos. Já trabalhou em rádios, TVs e jornais. Foi repórter das rádios Difusora, Poty e das TVs Timon, Antares e Meio Norte. Também foi repórter dos jornais O Dia, Jornal da Manhã, O Estado, Diário do Povo e Correio do Piauí. Foi editor chefe dos jornais Correio do Piauí, O Estado e Diário do Povo. Atualmente é diretor de jornalismo do portal www.piauihoje.com

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete

O STF deve afastar Deltran Dallagnol da chefia da Lava Jato?

ver resultado