CAR MAIS

Casca grossa

Confira as novidades do mundo automobilistico


Toyota Corolla 2020 blindado de fábrica

Toyota Corolla 2020 blindado de fábrica Foto: Divulgação


A Toyota estabelece um novo patamar de proteção aos ocupantes com a oferta de serviço de blindagem para o Corolla 2020. Com a preparação do veículo feita por empresas certificadas, a garantia de cinco anos do modelo é preservada, além do cliente contar com um serviço reconhecido pelos critérios de qualidade da montadora. O carro mais vendido do mundo estreou sua décima segunda geração em setembro deste ano no Brasil. 

De lá para cá, já foram comercializadas mais de 15 mil unidades, sendo 22% das vendas representadas pela configuração Altis híbrida flex, enquanto as demais 2.0L Dynamic Force equivalem a 78%. No momento da compra do veículo, o cliente já pode fazer o pedido da blindagem. Ao confirmar, a Toyota oferece a comodidade de enviar o veículo para a preparação da blindagem, fazendo a entrega na própria concessionária.

 O valor do frete já está incluso e o prazo para conclusão do serviço é de um mês. As empresas escolhidas pela Toyota são a Inbra Blindados e a Evolution Blindagens, que passaram por testes e estão alinhadas com o rigoroso padrão de qualidade da marca oriental. Mais informações podem ser obtidas no site www.toyota.com.br/blindagem-certificada .
 Caoa Chery Tiggo 5Curva pra cima

A Caoa Chery fechou o mês de novembro com novos bons resultados em vendas. A montadora, com participação de mercado de 0.82% no período, acumulou 1.902 veículos vendidos. O resultado representa uma alta de 70% em relação ao mesmo mês do ano passado. No acumulado de 2019, a nova fabricante brasileira/chinesa emplacou 18.040 unidades, 140% a mais do que o volume vendido de janeiro a novembro de 2018. 

Por modelos, o Tiggo 5X puxou as vendas, com noventas e sessenta e sete unidades comercializadas. Destaque da montadora durante o ano de 2019, o SUV vem crescendo em emplacamentos desde que chegou às concessionárias brasileiras, em fevereiro. Ao todo, 6.922 unidades do Tiggo 5X foram vendidas no país. “A trajetória crescente em vendas demonstra como a Caoa Chery vem se destacando no cenário automotivo brasileiro. 

Em um ano e meio, lançamos cinco novos modelos, sendo um elétrico, o que nos colocou, diante do mercado, como uma das grandes forças da indústria automotiva. Investimos em produtos de alto valor agregado, que estão conquistando sua fatia no mercado e posicionando a marca como uma das que mais crescem no país”, festeja Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery.
doação da FCAOlho no futuro

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) entregou cinquenta e cinco carros para o Senai Automotivo de São Paulo, localizado no bairro do Ipiranga. Os automóveis são usados ??nas formações profissionais em manutenção e reparação automotiva com foco na capacidade de jovens para atuação nas concessionárias das marcas Fiat, Chrysler, Jeep, Dodge e Ram. “Nossos clientes estão cada vez mais cadastrados, informados e solicitados. 

Para continuar competitivos, investimos também em pessoas. Pensando assim, a FCA reitera sua confiança na parceria com o Senai. Essa doação de veículos possibilita aos jovens conhecer e se preparar para o mercado de trabalho por meio de nossos produtos e tecnologias”, afirma Roger Corassa, diretor de Desenvolvimento da Rede da FCA para a América Latina. Em trinta e cinco anos de parceria com a FCA, o Senai já capacitou milhares de jovens em manutenção e reparação automotiva. 

As formações acontecem nos Espaços de Treinamento FCA, disponíveis em dezessete unidades do Senai. As ações totalizam cento e setenta e sete veículos entregues nas escolas do Senai em treze Estados – São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Pernambuco, Bahia, Ceará, Rondônia, Pará, Paraná e Mato Grosso do Sul – e no Distrito Federal.  
 Compartilhamento de carros da BMW e da DaimlerRivais associados

O BMW Group e a Daimler Mobility AG estão abrindo caminho para um crescimento em joint ventures de mobilidade. Após o lançamento bem-sucedido do “Your Now” em fevereiro deste ano, as empresas mantêm seu curso de crescimento dinâmico: quase 90 milhões de pessoas atualmente usam os serviços de mobilidade das joint ventures para plataformas de compartilhamento de carros, viagens, estacionamento, cobrança e multimodais, oferecidos em mais de mil e trezentas cidades em todo o mundo.

 Os acionistas estão agora traçando o caminho para a próxima fase de expansão das joint ventures, focado no crescimento rentável. Os serviços oferecidos continuarão sendo adaptados às necessidades dos clientes e agrupados em três pilares: “Gratuitamente agora”, “Compartilhe agora” e “Carrega agora”. A introdução de uma nova organização, a partir de 1º de janeiro de 2020, apoiará o gerenciamento eficiente desses três pilares.
 Chevrolet Cruze LTQuase R$ 100 mil

O Cruze chega às concessionárias neste mês com novidades na versão LT, com preço de R$ 96.790. A configuração de entrada do médio da Chevrolet traz grade, para-choque e faróis auxiliares redesenhados, seguindo a atual linguagem estética dos carros globais da marca norte-americana. A rodas aro 17 contam com acabamento exclusivo realçando a esportividade do conjunto. 

Somam-se os bancos com revestimento de alto padrão, o ar-condicionado digital, o sistema de telemática avançada OnStar e o Wi-Fi nativo, do sistema MyLink, com mais recursos. No quesito segurança, a LT acrescenta airbags de cortina aos frontais e laterais e ajuste eletrônico para limitar a velocidade, útil para evitar multas de trânsito. 

O Cruze LT está disponível nas configurações sedã e hatch Sport6, sempre com o motor 1.4 turbo de 150 cavalos a 5.600 rpm abastecido com gasolina e de 153 cavalos a 5.200 giros e 24,5 kgfm de torque a 2.100 rpm com etanol, associado ao câmbio automático de 6 marchas. O Cruze sedã ocupa a trigésima sétima posição no ranking de mais vendidos no Brasil até novembro, com 15.803 emplacamentos e média mensal de quase 1,5 mil unidades.
palhetas de para-brisaVisão limpa

Um item quase tão antigo quanto o próprio automóvel é um elemento fundamental de segurança, tanto que está presente até nos jatos comerciais. O limpador de para-brisa requer um cuidado bem atento, especialmente ao estado da parte de borracha das palhetas. As mudanças de temperatura interferem na eficiência das palhetas, já que estão em constante exposição. O tempo seco e a maior incidência de raios ultravioleta afetam a composição da borracha e diminuem a vida útil do item. 

Outra situação que impacta na durabilidade da palheta é usá-la para remover insetos, pois a gordura deles atrelada à trepidação do carro abrevia a sua eficiência. É recomendada a substituição da palheta uma vez por ano ou ao serem observadas formação de faixas ou riscos no para-brisa, ruídos e trepidação, formação de névoa e falhas na limpeza do vidro e borracha quebradiça, torta ou rasgada. 

Para a limpeza, é aconselhado o uso de pano umedecido em água e sabão neutro e evitar terminantemente querosene e outros produtos químicos. Ao substituir as palhetas, é importante verificar as condições do motor e do braço do limpador e checar se o esguicho de água está desobstruído e posicionado corretamente.
 novas regras para recallsNovas normas

Desde 1º de outubro deste ano, estão em vigor as novas normas que regem as campanhas de recall, que ocorrem quando uma fabricante detecta problemas de fabricação em seus produtos e convoca seus proprietários para levarem o carro para fazer os reparos necessários. As principais questões da nova regulamentação são:
1) Se no prazo de um ano após a divulgação da campanha de recall o proprietário do veículo não promover o reparo, a pendência será apontada na Carteira de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) no próximo licenciamento.
2) O Governo optou pela obrigatoriedade de se fazer o recall porque muitos proprietários não efetuavam os reparos, circulando ou passando à frente veículos com defeitos de fábrica.
3) Como as fabricantes alegam que só têm os dados do primeiro dono e não têm acesso ao Renavam, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) deverá avisar o atual dono se seu veículo está envolvido em um recall.
4) As montadoras continuam sendo obrigadas a divulgar as convocações em meios de comunicação tradicionais, como TV, rádio, jornal e sites, inclusive em seu próprio. Agora, passam a ser obrigadas a fazer a divulgação também em redes sociais.
5) A fabricante fica obrigada a fornecer um comprovante de recall ao proprietário. No documento deve constar identificação do chamado, local, data, horário e duração do atendimento, medida adotada para solucionar o problema e a garantia dos serviços.
6) A falta do atendimento do proprietário ao chamamento de recall impede que ele negocie seu veículo.
espelho internoMuito além da vaidade

Até os anos 70, nem todos os veículos contavam com retrovisores externos. O espelho de dentro, no entanto, sempre foi obrigatório. Por isso, é importante que o motorista saiba usá-lo adequadamente. O correto ajuste do retrovisor central deve ser feito após a regulagem do banco do motorista, sempre buscando centralizar a imagem traseira do veículo. 

Algumas pessoas ajustam o espelho para visualizar a lateral direita ou para ficar de olho em uma criança, o que é errado. Se o facho dos faróis do carro localizado atrás ofuscar o espelho interno, o motorista deve acionar uma pequena alavanca localizada no canto inferior do retrovisor. Assim, ele passará a espelhar uma imagem menos ofuscante. Alguns carros mais modernos são equipados com um espelho interno mais sofisticado, com dispositivo sensível à luminosidade que faz a alteração do reflexo de forma automática. 

A evolução do retrovisor central veio com os dispositivos de telas LCD, que projetam as imagens geradas por câmeras localizadas na parte traseira do veículo, sem necessidade de ajuste de posição. Nesses modelos, toda a vez que o motorista aciona a marcha a ré, a imagem é exibida no monitor central, utilizado como assistente de estacionamento ou detector de obstáculos, como um pedestre em movimento. Nesse caso, o sistema emite um aviso sonoro para o condutor.

Fonte: Agência aA

Próxima notícia

Dê sua opinião: