CAR MAIS

Inovação: Ligado a bordo

Confira as novidades do mundo automobilístico


Chevrolet Cruze Premier

Chevrolet Cruze Premier Foto: Divulgação

Ligado a bordo

O Cruze Premier, que chega em setembro, quando será divulgado seu preço, é o primeiro carro com Wi-Fi nativo do mercado brasileiro. A tecnologia exclusiva da Chevrolet proporciona conexão automática de alta velocidade para até sete dispositivos simultaneamente e a possibilidade de serviços conectados na tela do veículo, entre outras vantagens. “Estamos acostumados a acessar o Wi-Fi em casa, no trabalho, no restaurante. Por que não no carro? Estudos mostram que o brasileiro é um dos mais conectados do mundo e passa, em média, duas horas e meia por dia no trânsito de grandes centros. O Wi-Fi a bordo muda completamente a experiência do usuário do automóvel”, diz Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul. 

Além de não precisar usar o plano de dados de seu smartphone para acessar a internet, o motorista do Cruze Premier tem à disposição uma intensidade de sinal doze vezes maior em deslocamentos. “Isso acontece pelo fato de a antena do veículo ser dotada de sistema de amplificação. O posicionamento dela sobre o teto também contribui para reduzir a perda de sinal proveniente de áreas de ‘sombra’, como são chamados os fenômenos que atrapalham a conexão. Quanto maior a velocidade de deslocamento, maior é a percepção da estabilidade de sinal que se tem a bordo do Chevrolet com Wi-Fi”, explica Rosana Herbst, diretora de Serviços Conectados da GM. Tanto na versão três volumes quanto na Sport6, a hatch, o Cruze é equipado com o motor 1.4 Ecotec turbo de 153 cavalos de potência associado à transmissão automática de 6 velocidades com opcional de trocas sequenciais na alavanca de câmbio. Neste ano, o Cruze ocupa a terceira posição entre os sedãs médios no país, com 10.504 unidades vendidas de janeiro a julho, atrás do líder Toyota Corolla e do Honda Civic.
 Ford TerritoryPara marcar território

A Ford confirmou o lançamento do Territory, SUV médio de nova geração, nos mercados do Brasil e da Argentina no próximo ano. O anúncio foi feito por Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, que destacou a importância do novo veículo dentro do processo de transformação do portfólio da marca. O Territory foi exibido no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado como teste de mercado. Desde então, vinha sendo apontado como forte candidato à ampliação da linha no Brasil. A reação positiva que o modelo recebeu tanto por parte do público quanto da rede de concessionárias foi determinante na decisão. “A resposta dos consumidores ao Territory foi excelente, principalmente nos aspectos chave de design externo e interno, espaço e tecnologia. 

Disse então ao nosso time que tínhamos de arregaçar as mangas e trazer rapidamente esse veículo para os consumidores da região. É uma satisfação confirmar agora que ele será lançado no Brasil e na Argentina em 2020”, comentou Watters. Desenvolvido pela Ford na China em parceria com a JMC, o Territory faz parte de uma nova geração de veículos com conceito avançado e tecnologias encontradas apenas em segmentos superiores. A conectividade é um de seus pontos fortes, com carregamento sem fio para celular, central multimídia e painel de instrumentos com telas de 10 polegadas e sistema de comunicação em tempo real com modem conectado ao FordPass que permite ao motorista travar, destravar, dar partida, localizar e obter informações de telemetria do carro remotamente. Mais detalhes do novo SUV, como motorização, versões e preços, serão divulgados mais próximo do lançamento.

Volkswagen clássicos brasileiros na AlemanhaJeitinho brasileiro

“Feito no Brasil, Local de Nascimento”, esse lema marcou a exposição de modelos clássicos produzidos pela Volkswagen do Brasil na Alemanha. Um SP2, uma Brasília e uma Kombi última edição (com motor refrigerado a água) dominaram a cena em meio a uma série de modelos históricos da Porsche, da Audi, da Bentley e da Bugatti. “Em 2019, a Volkswagen do Brasil celebra os sessenta anos de inauguração da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo (SP). Essa é uma ótima oportunidade para as pessoas visitarem o nosso museu, o ZeitHaus, na Autostadt”, afirmou Roland Clement, CEO da Autostadt, uma empresa do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg. 

O ZeitHaus é o museu de automóveis mais frequentado da Alemanha. O Schloss Dyck Classic Days, o evento da Autostadt, destacou o SP2 1976, a Brasília 1980 e a Kombi Last Edition, de 2013. Aliás, uma Kombi muito especial, a primeira das 1.200 unidades produzidas na edição final do utilitário, em 2013. Para mostrar a versatilidade do conjunto e do chassi do Fusca, a exposição expôs também um Gurgel X-12 de 1978, um dos muitos modelos derivados da base do famoso “Besouro”.

Fonte: Daniel Dias Agência AutoMotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião: