TROCA DE FARPAS

Franzé defende a unidade dentro do PT antes de se falar em alianças e eleição

Franzé se referia à disputa interna no PT entre Assis Carvalho e Dudu


Deputado estadual Franzé Silva (PT)

Deputado estadual Franzé Silva (PT) Foto: Paulo Pincel


A prioridade, neste momento, é buscar a unidade do partido, o consenso. E somente depois dessa união interna dialogar com as outras forças políticas visando a disputa eleitoral de 2020. Esse é o entendimento do deputado estadual Franzé Silva, principal nome do Partido dos Trabalhadores para concorrer nas eleições municipais do próximo ano.

Franzé se referia à disputa interna no PT, onde duas candidaturas estão postas à presidência do partido no Piauí, inclusive com troca de farpas entre o vereador Dudu e o deputado federal Assis Carvalho, atual presidente da Executiva Estadual, divergência essa que já chegou à direção nacional do PT.


Dudu acusa Gilberto Paixão (esquerda) de ser conivente com "golpe" (Foto: Reprodução)

Dudu reclama que Assis tenta aplicar um “golpe”, com a cumplicidade do presidente do PT municipal, ex-vereador Gilberto Paixão, ao impedir que 1.500 novos filiados do partido votem nas eleições de setembro próximo. O argumento de Paixão é que esses novos filiados não fizeram um curso de formação política, que seria condição para o voto.

“É um absurdo. Uma tentativa de golpe. Isso não existe em nenhum lugar do mundo. A Executiva Nacional já sabe o que ocorre aqui”, disse Dudu, ao deixar a sede do PT na segunda-feira (29), após a reunião do PT municipal.




Fonte: Alepi

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Paulo Pincel

Paulo Pincel

Paulo Barros é formado em Comunicação Social-Jornalismo/UFPI; com Especialização em Marketing e Jornalismo Político/Instituto Camilo Filho

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete

O STF deve afastar Deltran Dallagnol da chefia da Lava Jato?

ver resultado