SEGURANÇA

Nomeação de 250 delegados em São Paulo é insuficiente

Faltam mais de 900 delegados de Polícia no estado de São Paulo; déficit na Polícia Civil chega a 14 mil


Policia

Policia Foto: Divulgação

Foi publicada sábado, 1, no Diário Oficial do Estado de São Paulo, a nomeação de 250 delegados de Polícia aprovados em concurso, que. Após a posse, eles iniciarão o curso na Academia de Polícia (Acadepol).

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP) reconhece os esforços do governo do estado em preencher as vagas em aberto na Polícia Civil. Entretanto, o último concurso foi realizado há três anos e, em se mantendo esse ritmo, o déficit de 14 mil policiais civis nunca será reduzido. Vale destacar também que os baixíssimos salários – São Paulo paga os piores salários do país aos seus policiais – fazem com que estes profissionais deixem os cargos para outras carreiras mais atraentes. Ou seja, a evasão cresce em ritmo mais acelerado do que a contratação.

"A Associação dos Delegados tem estudos para novos modelos e mudanças na Instituição, bem como propostas para recomposição salarial e fortalecimento da Polícia Civil. Tentamos diuturnamente conversar com o governador, mas nos causa estranheza a falta de diálogo que ele tem com as entidades de classe", pontua Gustavo Mesquita Galvão Bueno, presidente da ADPESP.

Além de um planejamento estruturado para recomposição do déficit de profissionais na Polícia Civil do estado de São Paulo, é necessário e fundamental a valorização e pagamento de salários dignos aos policiais civis, para que a carreira seja de fato atraente e esses profissionais permaneçam na Instituição.

Com 70 anos de história, a ADPESP é a maior entidade representativa de Delegados de Polícia em todo o Brasil, com mais de três mil associados.

Fonte: Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo

Próxima notícia

Dê sua opinião: