MUDANÇAS

Novo desconto do INSS na folha de pagamento muda salário do trabalhador

De acordo com o Governo Federal, quem ganha pouco será beneficiado com as novas regras de descontos do INSS


Dinheiro

Dinheiro Foto: Reprodução

A partir de 1º de março de 2020, muitos trabalhadores terão um salário diferente devido ao novo desconto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), conhecido como “alíquota de contribuição” , aprovada na reforma da Previdência. Para alguns o salário vai render, para outros sobrará menos dinheiro no bolso após as mudanças.  Os novos percentuais de descontos variam de 7,5% a 14%. 

De acordo com o Governo Federal, quem ganha pouco será beneficiado com as novas regras de descontos do INSS. Quem ganha apenas um salário mínimo (R$ 998), por exemplo, passará a pagar uma alíquota de 7,5%, em vez da atual de 8%. O Ministério da Economia estima que cerca de 20 milhões de trabalhadores serão beneficiados com essa medida.

Nas regras atuais, as alíquotas do INSS variam de 8% até 11%. No serviço público, são de 11%. Pela nova regra, as novas alíquotas no INSS e no setor público vão de 7,5% a 14% e serão cobradas progressivamente, por faixa de renda. Isso significa que todos serão tributados em 7,5% na parcela até um salário mínimo, em 9% na parcela entre um salário mínimo e R$ 2 mil, e assim sucessivamente. Vale ressaltar que de acordo com a Emenda Constitucional, a contribuição patronal continua sendo de 20%. No entanto, pode haver mudanças se entrar em vigor alguma lei que modifique esse percentual.

Novos descontos – Alíquotas

As alíquotas passarão a ser progressivas, ou seja, quem ganha mais pagará mais.

Os descontos para trabalhadores de empresas privadas ficam da seguinte forma:

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
  • Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
  • Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS: 14%

Para servidores públicos federais no RPPS da União:  

  • Até um salário mínimo: 7,5%
  • Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
  • Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
  • Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS: 14%
  • Entre o teto do RGPS e R$ 10 mil: 14,5%
  • Entre R$ 10 mil e R$ 20 mil: 16,5%
  • Entre R$ 20 mil e o teto constitucional: 19%
  • Acima do teto constitucional: 22%

Veja abaixo quanto o trabalhador de empresa privada vai pagar de INSS:

Salário (R$)Desconto atual (R$)Novo desconto (R$)Diferença (R$)
 998,00 79,84 74,85-4,99
 1.000,00 80,00 75,03-4,97
 1.100,00 88,00 84,03-3,97
 1.200,00 96,00 93,03-2,97
 1.300,00 104,00 102,03-1,97
 1.400,00 112,00 111,03– 0,97
 1.500,00 120,00 120,03 0,03
 1.600,00 128,00 129,031,03
 1.700,00 136,00 138,032,03
 1.751,81 140,14 142,692,55
 1.800,00 162,00 147,03-14,97
 1.900,00 171,00 156,03-14,97
 2.000,00 180,00 165,03-14,97
 2.100,00 189,00 177,03-11,97
 2.200,00 198,00 189,03-8,97
 2.300,00 207,00 201,03-5,97
 2.400,00 216,00 213,03-2,97
 2.500,00 225,00 225,030,03
 2.600,00 234,00 237,033,03
 2.700,00 243,00 249,036,03
 2.800,00 252,00 261,039,03
 2.900,00 261,00 273,0312,03
 2.919,72 262,77 275,4012,62
 3.000,00 330,00 285,03-44,97
 3.100,00 341,00 299,03-41,97
 3.200,00 352,00 313,03-38,97
 3.300,00 363,00 327,03-35,97
 3.400,00 374,00 341,03-32,97
 3.500,00 385,00 355,03-29,97
 3.600,00 396,00 369,03-26,97
 3.700,00 407,00 383,03-23,97
 3.800,00 418,00 397,03-20,97
 3.900,00 429,00 411,03-17,97
 4.000,00 440,00 425,03-14,97
 4.100,00 451,00 439,03-11,97
 4.200,00 462,00 453,03-8,97
 4.300,00 473,00 467,03-5,97
 4.400,00 484,00 481,03-2,97
 4.500,00 495,00 495,030,03
 4.600,00 506,00 509,033,03
 4.700,00 517,00 523,036,03
 4.800,00 528,00 537,039,03
 4.900,00 539,00 551,0312,03
 5.000,00 550,00 565,0315,03
 5.100,00 561,00 579,0318,03
 5.200,00 572,00 593,0321,03
 5.300,00 583,00 607,0324,03
 5.400,00 594,00 621,0327,03
 5.500,00 605,00 635,0330,03
 5.600,00 616,00 649,0333,03
 5.700,00 627,00 663,0336,03
 5.800,00 638,00 677,0339,03
 5.839,45 642,34 682,5540,21

Para maiores informações acesse o site do INSS!

Fonte: www.simoesfilhoonline.com

Próxima notícia

Dê sua opinião: