FALTA D'ÁGUA

Falha em bombas da ETA Sul prejudica abastecimento de água em Teresina

Apenas os bairros situados na região da Grande Santa Maria da Codipi não serão afetados com a manutenção emergencial


ETA Sul está localizada no bairro Distrito Industrial, zona Sul de Teresina

ETA Sul está localizada no bairro Distrito Industrial, zona Sul de Teresina Foto: Valciãn Calixto

Um problema no conjunto de bombas da Estação de Tratamento de Água - ETA Sul prejudicou o abastecimento de água ontem e hoje. A informação foi confirmada pela Águas de Teresina nesta terça-feira (18). De acordo com a concessionária, o restabelecimento da capacidade de abastecimento da ETA está previsto para 10h, o que acontecerá de modo gradativo, com reabastecimento dos reservatórios.

A seguir nota de esclarecimento divulgada pela empresa.

Comunicado – ETA Sul


A Águas de Teresina informa que um dos conjuntos de bombas do complexo Estação de Tratamento de Água – ETA Sul apresentou redução de desempenho. Por isso, o abastecimento de água ficou comprometido na capital. A concessionária trabalha na manutenção emergencial do equipamento cuja vazão é de 1400 l/s. O serviço de alta complexidade deve ser finalizado na manhã de hoje (18).  

A previsão é que o abastecimento seja restabelecido a partir de 10h, de forma gradativa, a medida que os reservatórios forem reabastecidos. Em regiões mais altas, o tempo de resposta é mais demorado. A manutenção emergencial NÃO afetará os bairros situados na Grande Santa Maria da Codipi e adjacências.

A concessionária trabalha para que o serviço seja executado no menor tempo possível. Em paralelo, equipes atuam na troca de peças antigas. Na ETA 4, eixo e rotor receberão materiais de inox, conferindo maior vida útil aos equipamentos.

A infraestrutura do complexo ETA Sul, principal sistema da capital, data do final da década de 1970. A Águas de Teresina tem trabalhado na modernização e ampliação da unidade, com investimentos que chegam a R$ 4,7 milhões.

A concessionária orienta que casos emergenciais sejam informados através do 0800 223 2000 ou 115.

Próxima notícia

Dê sua opinião: