AÇÃO

Guarda Municipal leva mais segurança para as escolas da zona Sul

Segundo Iêda Duarte, diretora da Escola Municipal Torquato Neto, a Ação Zonal trouxe mais rapidez em situações de emergência


Ação Zonal, da Guarda Municipal de Teresina (GCM)

Ação Zonal, da Guarda Municipal de Teresina (GCM) Foto: Ascom

Com cinco meses de trabalho, o projeto Ação Zonal, da Guarda Municipal de Teresina (GCM), levou mais segurança para as escolas atendidas na zona Sul da capital. Quem atestou os resultados foram os professores, diretores, pais e alunos das unidades escolares que fazem parte do trabalho. A inciativa consiste em visitas semanais a várias escolas municipais da região, sempre dialogando com alunos e profissionais sobre como melhorar a segurança dos locais.
"É um trabalho preventivo, que funciona no horário de 7h às 19h, com o objetivo de conhecer cada local, a comunidade para poder entender o que podemos fazer para melhorar a segurança dessas unidades. Além disso, já foram presas pessoas que faziam roubos, traficavam e deixavam escolas inseguras", afirmou o capitão José Monteiro, comandante da GCM.
Segundo Iêda Duarte, diretora da Escola Municipal Torquato Neto, a Ação Zonal trouxe mais rapidez em situações de emergência. "Antes, nos sentíamos um pouco abandonadas. Muitas vezes solicitamos a presença da polícia por meio do 190 e, às vezes, demorava, ou não erámos atendidos. Com essas visitas semanais, onde se vem e passa um tempinho dentro da instituição, se verifica como é que estão as coisas", destacou.
As guarnições passam 30 minutos na unidade por pelo menos uma vez na semana. As demandas encontradas durante o deslocamento também são atendidas. "Quando a gente precisa, liga para número e é prontamente atendido! Estamos nos sentindo um pouco mais seguros em relação à violência da área. Realmente, é um trabalho que está surtindo efeito", diz a diretora.
José Messias é funcionário da Escola Municipal Extrema há 34 anos. Segundo o colaborador, a presença dos agentes da Guarda é uma que lhe traz mais tranquilidade. "Só o fato do Guarda vir aqui já inibe muita coisa. Tinha um pouco de violência que a gente não está vendo mais: a paz voltou a reinar". Messias fala ainda que observou também uma melhora no comportamento dos alunos. "Eles veem que tem uma autoridade que possa colocar um pouco de freio naqueles que não querem muita coisa", declarou.
A percepção de mudança no comportamento dos alunos também foi compartilhada por Matheus da Silva. O jovem de 16 anos cursa o 6º ano do ensino fundamental na mesma unidade. "Os alunos em sala de aula, principalmente da minha, estavam um pouco agressivos, alguns desrespeitavam os professores. Hoje, já respeitam e dão mais atenção. Estamos tendo mais segurança. Alguns alunos saíram dessa escola também, com medo de ameaças. Depois que chegou a Guarda Municipal para dar esse apoio, a gente se sente mais seguro dentro da escola, sente confiança".
Além da atuação na Zona Sul, a Ação Zonal vem expandindo sua rota pela Zona Sudeste da capital. Segundo o Secretário da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Samuel Silveira, o projeto reforça a importância da Guarda Municipal para Teresina. A instituição deve ter seu efetivo elevado para cerca de 400 agentes ao final do Curso de Formação, que vem sendo realizado desde o dia 2 de dezembro.
"Inovamos com a estratégia da Ação Zonal, saindo um pouco dos parques, das praças e dos terminais, em que a Guarda já está instalada, e chegando a todas as unidades públicas. Queremos, tão logo inicie o próximo ano, chegar à Zona Leste e à Zona Norte! Com isso, passaremos a vistoriar todas as unidades públicas da Prefeitura, passando a sensação de segurança para o servidor público e para os usuários e, é claro, fortalecendo de uma maneira cada vez mais forte a luta por uma cidade menos violenta", disse Samuel.
Criada por meio da Lei complementar n° 3.834, o órgão atua nas praças da Bandeira, Rio Branco, do Fripisa e dos Skatistas; parques Lagoas do Norte, Estação da Cidadania, Floresta Fóssil e Encontro dos Rios; Centro Unificado de Esporte e Lazer (CEU) Sul e Norte e Complexo Esportivo José Ponce Filho (Parentão); Centro Pop, Restaurante Popular de Teresina e Corredores e Terminais de Integração do Itararé, do Parque Piauí e Bela Vista. A Guarda atua, ainda, nos projetos "Teresina Protege" e "Educando para Prevenir", que integram as ações do Programa Vila Bairro Segurança.

Fonte: Ascom PMT

Próxima notícia

Dê sua opinião: