RÉVEILLON

Prefeitura prepara festa da virada com bandas locais na Ponte Estaiada; confira

A festa terá uma megaestrutura de palco, praça de alimentação e participação das bandas Top Gun, Validuaté, Grupo Samba Brasil, entre outras atrações


Arena Ponte Estaiada

Arena Ponte Estaiada Foto: Divulgação

Quem vai ficar em Teresina na virada do ano, pode participar da festa organizada pela Prefeitura de Teresina e que reunirá várias bandas locais a partir das 17h do dia 31 de dezembro no Complexo Cultural da Ponte Estaiada. A animação da festa fica por conta do Grupo Samba Piauí, da Banda Validuaté, do cantor Bill Coimbra, da Banda TOP Gun e muito mais.

A festa da virada é promovida pela Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC), que desenvolveu uma programação especial para a comemoração do Réveillon. Será uma noite pensada especificamente para aqueles que renovarão votos para 2020 na capital. A entrada é gratuita e haverá ainda queima de fogos.

“Tivemos a iniciativa de criar uma festa que se transforme em tradição na nossa cidade. Queremos que os moradores de Teresina e região celebrem, na capital, a chegada de mais um ano. Desta forma, a melhor maneira de comemorar o encerramento de um ciclo é com as várias manifestações artístico-culturais de Teresina”, diz Luís Calos Alves, presidente da FMC.

Intitulada de "Réveillon da Família", a festa terá uma megaestrutura de palco, praça de alimentação, assistência médica e segurança. A festa contará também com um espaço desenvolvido especialmente para crianças. “A ideia é fazer um evento mais família mesmo, começando pelas atrações. Este ano, a nossa prioridade é a de prestigiar os artistas da nossa terra, artistas locais”, enfatiza o organizador Antoniel Ribeiro.

Confira a programação:

– 17h – Bolim & Bolão

– 18h – Orquestra Sanfônica

– 18h30 – Vavá Ribeiro

– 19h30 – Top Gun

– 21h – Grupo Piauí Samba

– 22h – Banda Validuaté

– 23h30 – Bill Coimbra

– 00h – Show Pirotécnico

– 01h30 – João Veloso

Fonte: Com informações da FMC

Próxima notícia

Dê sua opinião: