EVENTO

Teresina festeja o Dia Mundial das Pulses

O supermercado Carvalho, uma das maiores redes de varejo do Piauí, ousou e festejou a data colocando todos os pulses com preços abaixo dos praticados


Dia Mundial das Pulses

Dia Mundial das Pulses Foto: Divulgação

A população de Teresina pôde degustar nesta segunda-feira 10, em pontos estratégicos da cidade, pratos à base de feijão-de-corda (feijão-caupi) em um esforço de divulgação do Dia Mundial das Pulses (feijões, ervilhas, grão-de-bico e lentilhas). Da padaria ao restaurante mais sofisticado, passando por shopping e supermercado, as pulses foram festejadas. O  restaurante Favorito Comidas Típicas começou a promover o feijão-de-corda desde o último dia oito. Nesta segunda-feira, a degustação promocional foi com um prato à base de feijão mungo verde.

O supermercado Carvalho, uma das maiores redes de varejo do Piauí, ousou e festejou a data colocando todos os pulses com preços abaixo dos praticados no mercado local. A padaria Evolução promoveu o dia com uma degustação, à tarde,  de bolos e biscoito à base de feijão-caupi. O Teresina Shopping, o primeiro e mais tradicional da capital piauiense, entrou na festa promocional e colocou totens com imagens de pulses em pontos estratégicos.

O ponto alto das comemorações foi à tarde, na sede da Embrapa Meio-Norte, com uma palestra do pesquisador Kaesel Damasceno com o título "Pulses: Oportunidade de mercado para o Brasil e para o mundo". Ele destacou o crescimento da população mundial cada vez maior e com destaque para a Índia e a China, grandes consumidoras de pulses.

Segundo ele, a necessidade de mais alimentos, principalmente nesses dois países, mostra que essas leguminosas têm horizonte para crescer ainda mais na pauta de exportação brasileira. Logo depois, foi a vez do pesquisador Jorge Hashimoto falar do desenvolvimento de produtos como biscoitos, bolos e macarrão à base do feijão-caupi. O evento terminou com uma degustação.

O Dia Mundial das Pulses, 10 de fevereiro, foi institucionalizado pela Organização das Nações Unidades para Alimentação e Agricultura (FAO), com sede em Roma, na Itália, em 2015. A entidade buscou impulsionar cada vez mais o consumo dessas leguminosas para garantir segurança alimentar e nutricional em todo o planeta. Esse dia mundial reforça a importância do consumo desses grãos, que são armas na guerra  contra a desnutrição infantil e a obesidade.

Fonte: Meio-norte.imprensa

Próxima notícia

Dê sua opinião: