PANDEMIA

Já estão disponíveis o aplicativo e site para solicitar auxílio de R$ 600

O auxílio de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras será pago por pelo menos três meses


Dinheiro

Dinheiro Foto: Reprodução

A Caixa Econômica Federal acaba de lançar o aplicativo para a solicitação do benefício do Governo de R$ 600 a R$ 1.200 para os trabalhadores autônomos, informais e microempreendedores individuais (MEIs) durante a pandemia do novo coronavírus. A solicitação do auxílio também já pode ser feita no site da Caixa. 

 O valor será pago por três meses, mas poderá ser prorrogado pelo Executivo. Ao todo, 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores informais não inscritos em programas sociais poderão baixar o aplicativo. Já os que recebem o Bolsa Família, ou que estão inscritos no Cadastro Único, não precisam se inscrever pelo aplicativo. O pagamento será feito automaticamente.

O auxílio é de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para as mães solteiras.  Após o registro feito e aprovado, o trabalhador poderá receber o benefício em até 48 horas. No próprio aplicativo, será verificado se o solicitante possui todos os requisitos para pedir o auxílio emergencial.

LINKS PARA SOLICITAR O BENEFÍCIO:
iOS: https://apps.apple.com/br/app/caixa-auxilio-emergencial/id1506494331

Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

Acesso pelo site da Caixa:  https://auxilio.caixa.gov.br


Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas. O próprio aplicativo, ao analisar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) , verificará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

Os beneficiários do Programa Bolsa Família, que não precisarão baixar o aplicativo, pois estes já estão inscritos na base de dados e entre os dias 16 e 30 poderão escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O que é Auxílio Emergencial?

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus - COVID 19.

Quem tem direito ao Auxílio

Pode solicitar o benefício o cidadão maior de 18 que atenda a todos os seguintes requisitos:

  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

- Microempreendedores individuais (MEI);  

- Contribuinte individual da Previdência Social; 

- Trabalhador Informal.

  • Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Quem não tem direito ao Auxílio

  • Tenha emprego formal ativo;
  • Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Está recebendo Seguro Desemprego;
  • Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;
  • Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

Como receber o Auxílio Emergencial

Desde que atenda às regras do Auxílio, quem já está cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico), ou recebe o benefício Bolsa Família, receberá o benefício automaticamente, sem precisar se cadastrar.

As pessoas que não estão cadastradas no Cadastro Único, mas que têm direito ao Auxílio, poderão se cadastrar no aplicativo e site que serão divulgados pela CAIXA.

Próxima notícia

Dê sua opinião: