CADASTRO

Índice de inadimplência aponta que os teresinenses estão preparados para as compras

O levantamento busca analisar o perfil das famílias a partir do momento em que a compra


Comércio em Teresina

Comércio em Teresina Foto: Alinny Maria/Piauí Hoje

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens e Serviços e Turismo (CNC), em parceria com a FECOMERCIO-PI sobre o Endividamento e Inadimplência do Consumidor de Teresina (PEIC), aponta que 51,9% das famílias piauienses possuem algum tipo de dívida. A inadimplência é oriunda de cartão de crédito, carnês de lojas, crédito consignado, cheques pré, cheques especiais, financiamento de casa e de carro. 

Levando os dados em consideração, isso quer dizer que 48,1% das famílias piauienses não possuem nenhum débito, ou seja as mesmas estão aptas a efetuarem suas compras sem nenhuma restrição. Algo que deve refletir de forma bastante positiva nas compras de final de ano. 

O levantamento busca analisar o perfil das famílias a partir do momento em que a compra é realizada até os detalhes como contas em atraso, inadimplência, condição de pagamento da dívida e comprometimento da renda com dívidas.  A pesquisa ainda revela que durante o mês de novembro devido à baixa inflação, liberação do FGTS e a 1ª parcela do 13º salário, as famílias tiveram um maior poder de compra, no qual 48,1% relatam que efetuaram suas compras à vista.  

O presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí. (Sindilojas), Tertulino Passos, destaca como os resultados da pesquisa podem refletir de forma positiva nas compras de final de ano. “O período natalino é a principal época de vendas do comércio e esses dados revelam que o consumidor tem um melhor poder de compra. Com isso, podemos crer que teremos uma considerável melhora nos índices de vendas para o Natal. Assim, a expectativa é que durante o mês possamos ter um incremento de aproximadamente 5% nas vendas do comércio”, disse Tertulino Passos. 

A pesquisa ainda aponta que o percentual das famílias que declararam não ter condições de pagar as contas ou dívidas em atraso (os inadimplentes) atingiu a marca de 4,2% do total de endividados, índice considerado muito baixo. Por essa razão, os consumidores tendem a ter mais condições para concretizar suas compras neste final de ano. 

Pensando na comodidade dos clientes, nesse período natalino as lojas do Centro e bairros estarão abertas nos próximos dias 14, 15, 21 e 22/12 até as 18:00 horas. Os lojistas renovaram os estoques de produtos e vão promover descontos especiais para que os consumidores possam garantir a compra dos presentes.      

Fonte: Ascom

Próxima notícia

Dê sua opinião: