SELEÇÃO

inscrições para vaga de governança de terras para o Interpi encerram dia 19

Poderão concorrer profissionais da área de Engenharia Agronômica.


Seleção

Seleção Foto: CCOM

O Governo do Piauí vai contratar uma consultoria individual especializada para prestar serviços de assessoramento técnico de governança de terras ao Instituto de Terras do Piauí (Interpi). As inscrições para o processo seletivo estão abertas até 13h do dia 19 de setembro. Poderão concorrer profissionais da área de Engenharia Agronômica.

A contratação da  consultoria  individual  especializada  objetiva garantir a  prestação de  serviços  de  assessoramento  técnico  ao  Interpi  nas  áreas  de governança de terras, ordenamento territorial, cadastro de terras e atividades multissetoriais relativas à     implementação do subcomponente de regularização  fundiária,  que é  parte  integrante do Projeto Pilares de Crescimento e Inclusão Social, financiado pelo Banco Mundial.

Os profissionais que estiverem interessados em participar do certame podem manifestar interesse e encaminhar currículo, demonstrando as competências e experiências necessárias para executar os serviços relacionados no termo de referência (TDR) da consultoria.

As manifestações de interesse e currículos devem ser enviados para a Comissão Permanente de Licitação (CPL) - Interpi, até as 13h do dia 19 de setembro de 2019, via correios ou por e-mail. Não há taxa de inscrição.

Saiba mais informações clicando aqui

Informações e inscrições:

A solicitação de manifestação de interesse e termo de referência encontram-se publicados, na íntegra, no site do Instituto de Terras do Piauí (Interpi), no endereço eletrônico: http://www.interpi.pi.gov.br/, no  site  do  Governo  do  Estado  do  Piauí: http://www.pi.gov.br/busca/?q=interpi  e  no  site  do  Tribunal  de  Contas  do  Estado  do  Piauí: www.tce.pi.gov.br.

Os interessados poderão obter informações adicionais no endereço a seguir, das 8h às 13h: Rua Lisandro Nogueira, Nº 1554, bairro Centro/Norte – Teresina/PI.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: