EVENTO

Novo polo da Rota do Cordeiro será instalado no interior do Piauí nesta quinta-feira

Oficina de planejamento estratégico acontece em Betânia do Piauí. Na ocasião, também será formalizado o comitê gestor da unidade e definida uma carteira de projetos para a região


Bode

Bode Foto: Divulgação

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) promove, nesta quinta-feira (5), a oficina de planejamento estratégico para a estruturação de um polo da Rota do Cordeiro na região de Betânia do Piauí (PI). Na ocasião, serão discutidas estratégias e ações para estruturar a cadeia produtiva de ovinocapricultura nos municípios próximos. Também será elaborada a carteira de projetos e formalizado o comitê gestor da unidade.

São parceiros da iniciativa o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida); o Banco do Nordeste (BNB); a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf); a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene); a Associação dos Criadores de Ovinos e Caprinos do Município de Betânia do Piauí (Ascobetânia); a Cooperativa de Produtores e Produtoras da Chapada do Vale do Rio Itaim (Coovita); e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); o Instituto Federal do Piauí; o governo estadual; e o Projeto Viva Semiárido. 

A Rota do Cordeiro teve início em 2012, por meio de um acordo de cooperação com o então Ministério da Integração Nacional e a Embrapa Caprinos e Ovinos. O objetivo da iniciativa é profissionalizar a cadeia produtiva da ovinocapricultura no semiárido, articulando os subsistemas de produção, processamento e comercialização a partir da criação de sistemas agroindustriais integrados.

Atualmente, há 11 polos já em atuação da Rota do Cordeiro. Os Polos Chapada do Jacaré, Bacia do Jacuípe, Sertão Norte Baiano e Rio das Contas estão instalados na Bahia. O Polo Sertão do Inhamuns opera no Ceará, enquanto o Polo Baixo Parnaíba atende o Maranhão.

Já o Polo Integrado Paraíba-Pernambuco atende municípios de ambos os estados. Ainda em território pernambucano, há outras duas unidades em funcionamento: o Polo Sertão do São Francisco e o Polo Itaparica. No Piauí, está em operação o Polo Serra da Capivara.

Em Minas Gerais, opera o Polo Vale do Mucuri. Já no Rio Grande do Sul, está em operação o Polo Fronteira Oeste – Pampa Gaúcho.

Nos últimos anos, o projeto ampliou os parceiros e passou a contar com o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Associação Brasileira de Criadores de Ovinos (Arco), a Frente Parlamentar de Apoio à Ovinocapricultura – Frente Ovino, o BNB e o Banco de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

De acordo com o censo agropecuário de 2017, são 13,7 milhões de ovinos e 8,2 milhões de caprinos em todo o Brasil. O Nordeste possui o maior rebanho de caprinos do Brasil, com mais de 90% do efetivo nacional. A região também lidera a produção de ovinos, concentrando mais de 60% da produção do País.

Fomento

A Rota do Cordeiro faz parte do programa Rotas de Integração Nacional, que atua com redes interligadas de arranjos produtivos locais (APLs) para promover inovação, diferenciação, competitividade e lucratividade de empreendimentos associados. Isso ocorre a partir da coordenação de ações coletivas e iniciativas de agência de fomento. As Rotas atuam de acordo com diretrizes da Política Nacional de Desenvolvimento Regional (PNDR) e são parte das estratégias do MDR para a inclusão produtiva e o desenvolvimento de regiões.

Atualmente, há dez tipos de Rotas: do Açaí; da Biodiversidade; do Cacau; do Cordeiro; da Economia Circular; da Fruticultura; do Leite; do Mel; do Peixe; e da Tecnologia da Informação e Comunicação. Os 36 polos fundados atuam efetivamente em mais de 600 municípios das cinco regiões do País.

Serviço

Oficina de Planejamento Estratégico da Rota do Cordeiro

Data: 5 de dezembro (quinta-feira)

Horário: 8h30 às 18h

Local: Sede da Ascobetânia

Endereço: Rua Projetada, s/n - Betânia do Piauí (PI)

Fonte: Ascom Ministerio do Desenvolvimento Regional

Próxima notícia

Dê sua opinião: