CAMPO

Turismo rural

Os tempos atuais tratam de tornar a ideia de uma viagem para o campo uma coisa do passado


Turismo Rural

Turismo Rural Foto: Piauihoje.com

Eu e todas as pessoas que têm mais ou menos a minha idade (de 50 em diante) são testemunhas de um tipo de viagem que foi se exaurindo com o passar do tempo, mesmo havendo cada vez mais facilidades de deslocamento de pessoas. Falo de viagens para férias no campo, em áreas rurais, para contato com as coisas da terra, a natureza. Férias escolares em minha época era sinônimo de ir para o interior, para uma fazenda, uma chácara, um sítio.

Os tempos atuais tratam de tornar a ideia de uma viagem para o campo uma coisa do passado. Ninguém parece disposto a ir a um lugar onde não haja internet, o que, em si, é somente uma desculpa porque cada vez mais a internet chega em lugares que imaginamos que ela não existe. Aliás, em certas circunstâncias, a falta de internet pode ser mais uma solução que um problema.

Bem, mas voltando ao que interessa: será que as pessoas poderiam ir para viagens ao campo agora? Certamente que sim e que bom que possam. O campo, a fazenda, o interior, o contato com a natureza em lugares pouco distantes dos grandes centros urbanos podem ser uma boa opção de turismo tanto prazeroso quanto educativo.

O turismo rural (que pode estar associado a turismo de aventura ou ao ecoturismo) poderia e deveria ser uma opção para muita gente, principalmente os mais jovens que têm disposição e energia para novas descobertas. Trata-se, então, de uma boa oportunidade de negócios, a qual, felizmente, começa a ser explorada no Piauí e que já cresce em boa parte do Brasil.

Como a ausência da internet, de estruturas viárias e de energia não são problemas em boa parte das regiões do Piauí, mesmo as mais remota, o surgimento de hotéis fazendas ou resorts rurais ou mesmo acomodações mais rústicas poderá ser uma boa opção para que propriedades rurais se transformem em locais para descanso, para férias curtas de uma semana, para eventos de imersão, enfim, para devolver a nós um contato saudável com a natureza.

Para além de um negócio, o surgimento de negócios de turismo rural pode favorecer a preservação da natureza, criar empregos em pequenas cidades, movimentar economias hoje fragilizadas pela ausência de negócios rentáveis. Uma longa cadeia produtiva poderia ser estimulada em muitos municípios a partir da exploração desse veio negocial.

Espero que haja a expansão de opções de turismo rural pelo Piauí, porque assim tenho certeza de que férias escolares em sítios e fazendas, hoje apenas na memória de muitos nós, possam ser desfrutadas também pelas  novas gerações e por nós mesmos, que jamais perderemos o gosto de um contato com o que há de mais puro em nossa terra.

Fonte: Alvaro Mota

Próxima notícia

Dê sua opinião: