CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Desenvolvedores de jogos vencem a crise e ganha espaço no Piauí e também no Brasil

Já forte na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos, este novo mercado movimentou, em 2018, mais de R$ 1 bilhão pelo Brasil


Desenvolvedores de jogos

Desenvolvedores de jogos Foto: Pixabay

Fonte: Pixabay

A economia brasileira tem passado por algumas dificuldades, porém isso não significa que todos os setores possuem números ruins. O mercado de jogos eletrônicos e desenvolvedores têm conseguido investimento em praticamente todo o país, seja aqui no Nordeste ou até em regiões mais populosas como em São Paulo. São diferentes iniciativas, em plataforma e setores diversos, que fazem crescer o setor de entretenimento virtual.

Já forte na Europa, na Ásia e nos Estados Unidos, este novo mercado movimentou, em 2018, mais de R$ 1 bilhão pelo Brasil. São cerca de 76 milhões de pessoas que usam o tempo livre, ou até mesmo profissional, para jogar ou assistir diferentes tipos de títulos. Isso fez com que a audiência brasileira se transformasse em uma das maiores no mundo. Agora, o país começa a abrir espaço para aproveitar esse potencial econômico, seja com cursos ou também com investimentos em empresas nacionais.

O crescimento está associado não apenas a audiência, mas também com o desenvolvimento de jogos. Nos últimos anos, o número de empresas que trabalham neste setor tiveram um aumento de 180%. Ou seja, é um mercado que foge da crise e consegue manter a geração de empregos com investimentos. Alguns exemplos deste mercado estão aqui no Piauí, como é o caso do estúdio Bloom Games. Eles já produziram diferentes jogos para smartphones, e são uma referência no estado, inclusive participando da feira internacional Global Game Jam.


Aproveitando este potencial, o Senac da região anunciou que está lançando cursos para quem tem interesse na área. O objetivo é ensinar ao piauiense como desenvolver jogos e outros tipos de plataforma desta área. Assim, a população consegue maior conteúdo para dominar e ampliar os investimentos. O resultado já pode ser visto, principalmente se olharmos os números que este setor já possui no país e também na região do Nordeste.

Jogos de apostas e grandes nomes

Não são apenas games de smartphones que esses desenvolvedores trabalham. Na verdade, o setor possui mais força com os sites de apostas e cassino online. A startup paulista App7, por exemplo, é responsável por criar o conteúdo e plataformas para esse tipo de entretenimento. Esses portais precisam de sistemas modernos e seguros para oferecer, por exemplo, jogos de roleta com diferentes regras, temas e segurança virtual.

Com isso, o Brasil tem conseguido chamar atenção dos investimentos para os desenvolvedores. Algumas grandes empresas começaram a se destaque, inclusive, fora do país. É o caso da Behold Studios, que foi criada em Brasília e hoje possui prêmios internacionais pelos jogos que criou. O mercado nacional ainda está no começo e, mesmo assim, já demonstra um bom potencial.


O estado do Piauí não fica fora desse crescimento, assim como boa parte do Nordeste. Citamos apenas uma empresa da região, mas que provavelmente já deve ganhar a concorrência de outros nomes. Em tempo de crise financeira, arranjar um mercado que consegue crescer mesmo em situação financeira instável é uma boa forma de manter o país e a região saudável economicamente. Por isso, o mundo dos jogos deve ficar cada vez mais piauiense e brasileiro.

Fonte: Piaui Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: