DESENTENDIMENTO

Digital influencer afirma que foi agredida por três mulheres no Piauí

Uma das suspeitas relatou outra versão nas redes sociais. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil


Byanca Oliveira

Byanca Oliveira Foto: Divulgação

Uma digital influencer do município de São Raimundo Nonato, no Sul do Piauí, identificada como Byanca Oliveira foi espancada por três mulheres em uma festa de pré-Carnaval em Anísio Abreu, a 570 km de Teresina. A blogueira relatou o fato aos seus 13 mil seguidores nas redes sociais. De acordo com Byanca, três mulheres estavam a ameaçando durante a festa e na ida para casa, ela foi atacada ao entrar no carro.

"Eu estava em uma festa de pré-carnaval na cidade de Anísio de Abreu, fui acompanhada de alguns amigos, durante todo o percurso 3 mulheres
ficavam ao meu redor me ameaçando [...] Por esse motivo, já próximo ao final do evento decidi ir embora. Fui para o carro juntamente com uma amiga aguardar os outros
amigos que ainda estavam no local da festa. Ao chegar no carro, essas 3 mulheres me atacaram, puxaram-me para fora do carro segurando pelos meus cabelos e me xingando começaram a me bater, e iam sempre com intuito de deixar meu rosto todo marcado. Como eu estava apenas com uma amiga, ela tentou me
ajudar, mas não conseguiu, foi então que ela começou a gritar por socorro. Nesse momento, outros amigos que também estavam na festa vieram até onde a gente estava e conseguiram tirá-las de perto de mim", relatou Byanca Oliveira.

A digital influencer disse ainda que após a agressão foi até a Delegacia da mulher registrar boletim de ocorrência. Em seguida ela foi encaminhada para o hospital da cidade para que fosse realizado exame de corpo de delito, que comprovou as agressões.

"Na delegacia foi aberto o procedimento TCO (termo circunstancial de ocorrência) para que as agressoras possam responder pelos danos causados a mim. Graças a Deus, não houve nada de mais grave comigo, mas fiquei bastante assustada com tudo que aconteceu, agradeço ao apoio que tenho recebido de todo mundo que está me mandando mensagem de força para superar esse momento difícil, não poderia ficar calada diante de tudo que aconteceu pois como aconteceu comigo, amanhã essas mesmas agressoras podem fazer isso com outra pessoa, por isso quero que elas paguem pelo que fizeram para que não voltem a fazer isso com mais ninguém".

Byanca Oliveira trabalha como modelo desde os 14 anos de idade e também é digital influencer em São Raimundo Nonato, onde faz postagens divulgando lojas em suas redes sociais. "Graças à Deus tenho me saído muito bem no que me propus a fazer, com isso tenho muitos seguidores nas redes sociais e acho que isso estava causando inveja. Acho que a minha profissão pode ter sido o motivo delas terem me agredido", lamenta a jovem.

Após relatar o caso em suas redes sociais, Byanca recebeu o carinho de seus seguidores e agradeceu o apoio:

Nessa terça-feira (14), uma outra jovem identificada como Vivian Santos, usou as redes sociais para informar a sua versão do fato. Na postagem, ela assume a culpa e diz a briga foi entre ela e Byanca Oliveira, enfatizando que as demais garotas se envolveram na confusão apenas para separar a briga. Vivan disse que assume a responsabilidade de toda a briga e que ninguém discute/briga com outra pessoa sem motivo. Confira o relato:

"Em meio a tantas versões que surgiram, venho através desse texto expor a minha versão da história, que por sinal é a verídica. Gostaria que vocês também ouvissem, entendessem e parassem com essa coisa de "Maria vai com a outras". Não acreditem em "me disseram", "me contaram", "ouvi falar", "eu soube", é necessário ir atrás dos fatos para depois dar uma opinião sobre. Entretanto, o que fizeram foi destorcer toda a história, fazendo com que eu saísse como a grande vilã (não que eu esteja certa).
NINGUÉM, ABSOLUTAMENTE NINGUÉM discute/briga com outra pessoa sem motivos, eu tive os meus e não foram poucos. Venho aguentando provocações a um bom período de tempo. Sei que a violência não é a solução, e estou ciente que não é certo, mas paciência tem limites. Além disso, eu assumo a responsabilidade e tiro a responsabilidade das demais, pois, AS OUTRAS SÓ FORAM PARA S E P A R A R. A briga em si foi feita entre duas pessoas e não 4x1 como estão falando. Além disso, observem o histórico da parte contrária, se vitimizar nas redes sociais não diminui a enorme lista de confusões que já se envolveu, e uma coisa eu garanto, nenhuma FOI POR MOTIVOS DESCONHECIDOS. Usar da situação pra se auto promover é triste. Também estou péssima com essa situação toda, e nem deveria estar aqui me explicando, não devo satisfação a ninguém aqui. Porém, senti a necessidade de me manifestar, pois estou sendo fortemente atacada de maneira direta e indireta e isso está me afetando muito.
Vale lembrar que eu NÃO estou justificando o meu ato, até pq eu tenho noção do quão errada fui, reconheço e admito o MEU erro.
Então por favor, parem de ficar encaminhando informações erradas, é necessário buscar a verdade", postou Vivian Santos.

Próxima notícia

Dê sua opinião: