SAÚDE

Farmácia do Povo teve recorde de atendimentos em 2019

A unidade registrou 315.061 atendimentos no ano passado, um crescimento de 18,39% em relação a 2018.


Farmácia

Farmácia Foto: Ascom

A Farmácia do Povo – Componentes Especializados registrou 315.061 atendimentos em 2019, o que representou um crescimento de 18,39% em relação ao mesmo período de 2018. Esse dado é um marco nos atendimentos realizados pela unidade farmacêutica à assistência terapêutica de mais de 80 patologias, que demandam medicamentos especializados e/ou de alto custo.

O trabalho conjunto entre a equipe técnica da farmácia e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), a incorporação de novas linhas de tratamento, o melhor acesso às informações, mais pontos de distribuição foram fatores que impulsionaram o crescimento no número de atendimentos, explica a diretora-geral da Assistência Farmacêutica, Wanda Avelino, elencando outras motivações também.

“A Farmácia do Povo teve uma atuação mais presente na vida da população. A mudança do prédio, o acesso mais facilitado, a elaboração do guia de atendimento, tudo isso leva a informação ao usuário. A informação, quando chega ao usuário de forma correta, há um aumento na prestação do serviço. Esse aumento também é por conta da incorporação de medicamentos pelo Ministério da Saúde, assim como a ampliação dos atendimentos no interior, que facilita a entrega da medicação e também a chegar, para essa população do interior, o conhecimento da existência da Farmácia de Medicamentos Especializados”, comenta a gestora.

De acordo com os dados apresentados pela diretora, observou-se também aumento na oferta de comprimidos, ampolas e frascos, nas três linhas de tratamento: básico, estratégico e especializados (crescimento de 16,72%), assim como nos investimentos na aquisição desses remédios (aumento de 19,22%); e também nos investimentos para aquisição de remédios e insumos para componentes especializados (23,38%).

O número de usuários também aumentou. Em 2019, foram 26.776 pacientes atendidos nas 21 unidades espalhadas em Teresina e no interior do estado. Em 2018, foram 24.557 pacientes, o que representou um crescimento de 8.28%, ou seja, mais de 2.219 pacientes, numa média de 185 novos usuários ao mês.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: