MP 905/2019

Jornalistas fazem atos em todo o país contra MP que extingue o registro da profissão

A Medida Provisória 905/2019 altera diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e extingue a exigência de registro profissional para o exercício do Jornalismo


Jornalistas em protesto nas escadarias do Teatro Municipal de São Paulo contra a MP 905/19

Jornalistas em protesto nas escadarias do Teatro Municipal de São Paulo contra a MP 905/19 Foto: Sindijor-PI

Em todo o país, jornalistas fazem atos nesta quarta-feira, 4 de dezembro, em defesa da regulamentação da profissão.  A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) organiza a mobilização junto aos Sindicatos de Jornalistas Profissionais, pela derrubada da Medida Provisória 905/2019, que altera diversos pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e extingue a exigência de registro profissional para o exercício do Jornalismo.

A MP 905/2019, que cria o Programa Verde e Amarelo, foi publicada no dia 12 de novembro no Diário Oficial da União e promove amplas alterações na legislação trabalhista, além de trazer mudanças a revogação da obrigatoriedade de registro para a atuação profissional de jornalista, corretor de seguros, sociólogo, arquivista e outras categorias. A medida entra em vigor a partir do dia 6 de fevereiro de 2019.

Diversas atividades estão programadas nas ruas, casas legislativas e locais de trabalho em todo o país nesta quarta-feira. Para demonstrar apoio à luta dos jornalistas pela derrubada da MP 905/2019, a Federação orienta os profissionais a se engajarem numa campanha virtual e presencialmente.

“Após o fim da exigência do diploma, o registro é a única regulamentação do jornalismo profissional no país. É papel de todos os trabalhadores da categoria lutar para que a produção de notícias seja feita com responsabilidade, ética e o conhecimento que os jornalistas adquirem na formação profissional”, explica Maria José Braga, presidenta da FENAJ.

Para aderir ao movimento e fortalecer a mobilização, basta Imprima o cartaz, tirar uma foto ou selfie em seu local de trabalho e publicar nas suas redes sociais com as hashtags: #DiaNacionalDeLutaContraMP905 #JornalistasContraMP905 #TodosContraMP905.

Fonte: Com informações da FENAJ

Próxima notícia

Dê sua opinião: