Piauí segue com a gasolina mais cara da região Nordeste

No Nordeste, o Piauí tem o valor mais alto da gasolina com R$ 4,746 o valor do litro. Já a Paraíba foi o estado que apresentou o preço médio mais baixo no Nordeste, R$ 4,481


Gasolina

Gasolina Foto: Reprodução

Os recentes reajustes impostos pela Petrobras ao preço da gasolina nas refinarias tiveram, até o fim de novembro, impacto nos preços do combustível em todo o país. Esses reajustes deixaram o Piauí no topo com a gasolina comum mais cara do Nordeste e a sexta mais cara do País. Os dados são da empresa ValeCard, que todo mês realiza um levantamento do preço de combustível.

No Nordeste, o Piauí tem o valor mais alto da gasolina com R$ 4,746 o valor do litro.  Já a Paraíba foi o estado que apresentou o preço médio mais baixo no Nordeste, R$ 4,481.O preço médio da gasolina comum no país em novembro foi de R$ 4,583 – alta de 0,59% em relação ao valor médio de outubro (R$ 4,556), conforme levantamento da ValeCard.

Entre as capitais, Curitiba (R$ 4,138) e São Paulo (R$ 4,211) são as que apresentam preços menores. Já Rio de Janeiro (R$ 4,965) e Belém (R$ 4,901) têm os valores mais altos.

No dia 19 de novembro, em meio à valorização do dólar em relação ao real, a Petrobras elevou o preço da gasolina nas refinarias em 2,8%, depois de quase dois meses sem alterações no preço. Já no dia 27, promoveu novo reajuste, de cerca de 4%.

Com valor médio de R$ 4,975, o Rio de Janeiro registrou o maior preço entre os Estados. Já o menor preço foi registrado em Santa Catarina (R$ 4,188). Obtidos por meio do registro das transações realizadas em novembro com o cartão de abastecimento da própria companhia em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados, os dados mostram a capital com gasolina mais barata é Curitiba (R$ 4,138), e a mais cara, Rio de Janeiro (R$ 4,965).

Próxima notícia

Dê sua opinião: