COVID-19

Plano de Ação para Enfrentamento à Covid-19 prevê utilização de créditos extraordinários

O plano vai detalhar quais são as ações, de onde vêm os recursos e quais são as fontes.


Rejane Tavares, superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan

Rejane Tavares, superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan Foto: Divulgação CCOM

A Superintendência de Planejamento Estratégico e Territorial da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) manteve contado com as Secretarias de Estado da Saúde (Sesapi), de Assistência Social (Sasc), de Agricultura Familiar (SAF), de Segurança Pública (SSP-PI), com a Polícia Militar (PM-PI) e a Defesa Civil para a elaboração do Plano de Ação para o Enfrentamento à Covid-19, que prevê a utilização de créditos extraordinários para o combate à doença, detalhando quais são as ações, de onde vêm os recursos e quais são as fontes.

“Em parceria com a Superintendência de Orçamento e Operações de Crédito, nós estamos elaborando um plano de ação com a setoriais envolvidas no enfrentamento à Covid-19 para que possamos ter a clareza de como serão realizados os investimentos e as ações previstas para este enfrentamento”, relatou Rejane Tavares, superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan.

A equipe de Desenvolvimento Territorial da Seplan realizou reuniões, por vídeo conferência, com todos os agentes dos territórios para acompanhar o que está sendo desenvolvido em âmbito local. “Os agentes territoriais levantaram como está a situação de cada um dos territórios, de que forma as prefeituras estão enfrentando essa crise e, também, foi orientado para que todos os agentes apoiassem a formação de comitês territoriais para o acompanhamento de tudo o que está sendo programado e executado para o combate à Covid-19”, disse Rejane Tavares.

Durante a semana houve, também,  um contato mais próximo com os membros do Conselho Territorial da Serra da Capivara. “Fizemos reuniões remotas com os membros do conselho, membros das universidades e institutos de pesquisas dos territórios, além dos prefeitos, para a elaboração de um protocolo de enfrentamento ao coronavírus, dentro do território, que prevê a participação do Estado, dos municípios e da sociedade civil”, explicou a superintendente.

Distribuição de alimentos para as famílias vulneráveis

A Seplan, em parceria com a Secretaria da Agricultura Familiar, apoia a execução de um programa de aquisição e distribuição de alimentos para as famílias em situação de vulnerabilidade nos territórios.

O processo de distribuição será coordenado pela SAF e a proposta é que seja uma aquisição de alimentos dos agricultores familiares que produzem nos territórios e essa distribuição seja para as famílias vulneráveis dos próprios territórios, para que os alimentos não sejam deslocados para outras áreas.

“Tudo será adquirido e distribuído dentro dos territórios. Isso vai ocorrer a partir do credenciamento de instituições parceiras, ONGs que trabalham nesses locais, sindicatos de trabalhadores rurais, associações de produtores rurais e com o apoio das prefeituras”, finalizou Rejane.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: