SAÚDE

Problemas de visão dificultam aprendizado na escola

Algumas escolas passaram então a exigir o exame oftalmológico no ato da matricula


Dr. Natália Brandão

Dr. Natália Brandão Foto: Ascom

No Brasil, o Instituto Data Popular estima que mais de 20 milhões de pessoas tenham problemas de visão, o que corresponderia a cerca de 10% da população e a estimativa é que 80% das crianças em idade escolar nunca fizeram exames oftalmológicos.  Problemas de visão como miopia, hipermetropia e astigmatismo podem prejudicar o desempenho escolar.

Algumas escolas passaram então a exigir o exame oftalmológico no ato da matricula, para evitar o retardo na aprendizagem. A oftalmologista Natália Brandão destaca que muitas vezes o que parece ser falta de atenção, desinteresse, ou até mesmo preguiça de estudar pode ser consequência da dificuldade de enxergar.

"A criança além da dificuldade de enxergar pode queixar-se de cefaleia, olhos irritados e sensibilidade a luz. Tudo isso atrapalha a criança ou adolescente no momento de ler, de fazer suas tarefas, de copiar no quadro, prestar atenção na aula e assim por diante", pontua a oftalmologista Natália.

Segundo a especialista o recomendado é levar as crianças regularmente ao oftalmologista para avaliação e exames complementares. Até os 2 anos de idade a avaliação deve ser feita a cada 6 meses, já para crianças acima de 2 anos, as consultas de rotina devem ser anuais ou de acordo com a particularização de cada caso, como crianças com alergia e ceratocone, que devem ser acompanhadas a cada 3 ou 4 meses.

Fonte: Notícias Leal Comunicação

Próxima notícia

Dê sua opinião: