PRISÃO

Segurança e Justiça isolam líderes de organizações criminosas

Na Operação Codinomes foram cumpridos 26 mandados de prisão em Teresina, Timon (MA) e outras cidades do interior do Piauí.


Segurança

Segurança Foto: Ascom

As Secretarias de Estado da Justiça (Sejus) e da Segurança (SSP-PI) deflagraram, nessa terça-feira (14), a Operação Codinomes. A ação cumpriu 26 mandados de prisão em Teresina, Timon (MA) e cidades do interior do Piauí.

Além dos cumprimentos de mandados em domicílios, foram cumpridos nove mandados por associação ao crime, organização criminosa e tráfico de drogas dentro de unidades penais.

O secretário de Estado da Justiça, Carlos Edilson, destaca o resultado exitoso da parceria. “Conseguimos fomentar um sistema de segurança mais eficiente, identificando as lideranças dentro do sistema penitenciário que faziam comunicação externa, e prendemos esses indivíduos, bem como reforçamos e isolamos os detentos com esse perfil”, diz o gestor.

Já o secretário de Estado da Segurança, Fábio Abreu, o fim da comunicação desses detentos com o meio externo irá refletir diretamente nas ruas. “Eu espero que esses indivíduos permaneçam mais tempo presos. Alguns mandados foram cumpridos nos próprios presídios, responsabilizando os envolvidos pela comunicação feita de dentro do sistema prisional. Está sendo feito um trabalho mais minucioso nas unidades penais”, destaca Abreu.

O nome da Operação Codinomes se deve à prática dos presos utilizarem outros “nomes” para esconderem as verdadeiras identidades.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: