CAPACITAÇÃO

Semest certifica alunos qualificados em corte e costura através do Projeto Vitória

O curso iniciou no mês de maio e teve a duração de cinco meses.


Capacitação

Capacitação Foto: Ascom

Nesta quinta (07/11), acontecerá a certificação dos alunos do Projeto Vitória. O curso foi uma iniciativa da Secretaria Municipal de Economia Solidária (Semest), através da Prefeitura de Teresina, com o auxílio de emendas parlamentares do Vereador Ricardo Bandeira, e teve como objetivo capacitar profissionais para a moda evangélica e executiva através de técnicas de corte e costura. A entrega de certificados será realizada às 07:30 no diferencial buffet.

O curso iniciou no mês de maio e teve a duração de cinco meses. Na última semana de outubro o projeto encerrou suas turmas que contavam com aulas em três polos diferentes da cidade. Dentro do projeto foram ensinadas aulas teóricas e práticas de modelagem e corte e costura. Os alunos aprenderam a fazer a modelagem das roupas e o processo inicial e final da confecção de uma peça, de forma totalmente gratuita para eles.

"É um sonho realizado poder estar certificando esses alunos através do nosso projeto Vitória, que foi um projeto pensado para o crescimento desse setor e para fomentar o empreendedorismo. E estamos imensamente felizes vendo esses alunos chegarem onde estão, muitos não sabiam nem colocar a linha na agulha e hoje estão qualificados na área para costurar muitas peças, essa é a nossa verdadeira missão, transformar vidas", concluiu o secretário e vereador de Teresina, Ricardo Bandeira.  

As capacitações foram realizadas através de consultorias, rodas de conversas e acesso ao mercado. Para essas formações a secretaria contou com a parceria fundamental da Fundação Wall Ferraz. Foram 3 pontos de apoio em zonas diferentes capacitando cerca de 200 pessoas. Os alunos confeccionaram peças que serão apresentadas em um desfile final na entrega de certificados do curso que também contará com a presença do prefeito Firmino Filho. 

Fonte: Ascom PMT

Próxima notícia

Dê sua opinião: