SAÚDE

Sesapi confirma apenas um caso de meningite no município de Barras

Uma criança de 11 anos foi o único caso confirmado da doença no município. O paciente morreu no mês de outubro desde ano após ser transferido para Teresina


Imagem ilustrativa/Paciente hospitalizado

Imagem ilustrativa/Paciente hospitalizado Foto: Autoria desconhecida/Google

A população de Barras, município situado na região Norte do Piauí, está assustada com as notícias sobre a morte de três pessoas que teriam contraído meningite. O caso mais recente teria ocorrido na tarde dessa segunda-feira (18), em que a vítima seria um estudante de 17 anos. Portanto, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou ao Piauí Hoje que  houve apenas um caso confirmado de meningite na cidade de Barras. 

O caso confirmado se refere a um menino de 11 anos, da comunidade Baixão da Liberdade, zona rural do município, que faleceu no mês de outubro no Hospital Natan Portella.  Ele morreu em decorrência de uma Meningite não especificada. A Sesapi ressaltou que todo o processo de profilaxia, das pessoas que tiveram algum contato com a criança, ficaram a cargo da Secretaria de Saúde de Barras.

Já em relação aos outros dois casos relatados, a Sespai disse que não houve confirmação da doença. A senhora de 50 anos de idade que faleceu em agosto morreu por encefalite e o adolescente que faleceu ontem (18), sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o que ocasionou a morte. 

A DOENÇA

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. A meningite pode ser causada por vírus ou por bactéria, que é mais grave. O risco de contrair meningite é maior entre crianças menores de cinco anos, principalmente até um ano, no entanto pode acontecer em qualquer idade.

A principal forma de prevenir a meningite é por meio da vacinação. Todas as faixas etárias podem ser acometidas pela doença, porém o maior risco de adoecimento está entre as crianças menores de cinco anos, especialmente as menores de um ano de idade. Na doença causada pela bactéria Neisseria meningitidis, além das crianças, os adolescentes e adultos jovens têm o risco de adoecimento aumentado em surtos.

A doença tem cura, mas é necessário assistência médica na vigência dos sintomas. A cura também depende do agente causador da doença, em alguns casos, podem ocorrer sequelas como: surdez, crises de epilepsia, danos cerebrais, amputação de membros, dificuldades de aprendizagem além de problemas comportamentais.

Fonte: Sesapi

Próxima notícia

Dê sua opinião: