ABASTECIMENTO

Águas de Timon flagra mais de 1.700 fraudes no abastecimento do município

A fraude no sistema de água é considerada crime e afeta o abastecimento do município


Fraude

Fraude Foto: Ascom

Apenas neste ano, a Águas de Timon já flagrou mais de 1.700 situações de irregularidades no sistema de água do município. Destas, foram identificadas 913 violações de corte no cavalete e 33 no ramal; 207 perfurações da cúpula do hidrômetro; e 573 by-pass, que é o desvio de água antes da leitura pelo medidor.

A fraude no sistema de água é considerada crime e afeta o abastecimento do município, ocasionando vazamentos, comprometimento da estrutura física do encanamento, desperdício, perda de pressão, faltas d’água e contaminação da rede pública, causando prejuízos para a saúde dos moradores e para o meio ambiente.

O coordenador de operações da Águas de Timon, Tadeu Bezerra, esclarece que as irregularidades são caracterizadas pelos desvios de passagem de água e problemas na medição do consumo. “As fraudes ainda ocasionam intermitência no fornecimento de água em outras localidades, pois afeta a distribuição. Então, reduzir essas situações resulta no aumento da oferta de água, além de significar a economia de recursos naturais, operacionais e financeiros”, observa.

É interessante saber que as irregularidades são facilmente identificáveis porque a concessionária realiza o monitoramento do sistema de distribuição durante 24 horas por dia. As áreas com maior volume de perda de água no abastecimento, a suspeita na queda do consumo do abastecimento de determinado imóvel e as denúncias são indicadores de fraudes. Assim, a empresa realiza constantes fiscalizações.

“Uma pessoa que utiliza água de forma irregular chega a consumir até cinco vezes a mais do que alguém em situação regular, devidamente conectado à rede pública e que tem o consumo medido pelo hidrômetro. Compreender que cuidar dos recursos hídricos é uma responsabilidade de todos implica em deixar o mundo melhor para as gerações futuras”, avalia Tadeu Bezerra.

Autodenúncia

A concessionária disponibiliza o regime de autodenúncia, que é quando o usuário, espontaneamente, entra em contato com a Águas de Timon e sinaliza a possibilidade de ocorrência de fraude. Dessa forma, mesmo que identificada a infração, não há aplicação de multa.

O morador pode se tornar um aliado contra as perdas de água e denunciar irregularidades nos canais de atendimento da Águas de Timon. Os casos devem ser comunicados via 0800 595 8888, WhatsApp (86) 98166 8888 ou por meio do Águas APP, aplicativo gratuito que está disponível para Android e IOS. Os timonenses também podem acessar os Serviços Online, por meio do site www.aguasdetimon.com.br, ou procurar atendimento na loja, localizada na avenida Presidente Médici, 718, bairro Parque Piauí.

 

Fonte: Patrícia Andrade

Próxima notícia

Dê sua opinião: