LAGOA DO PIAUÍ

Motorista perde controle da direção de ônibus escolar e quase provoca tragédia

Caso aconteceu em Lagoa do Piauí, a 43 quilômetros de Teresina.


Ônibus escolar que invadiu calçada da padaria em Lagoa do Piauí

Ônibus escolar que invadiu calçada da padaria em Lagoa do Piauí Foto: Reprodução

Um leitor enviou à reportagem do PiauíHoje.com fotos e informações relacionadas a um ônibus escolar, que durante o transporte de alunos na manhã desta sexta-feira (13), teve o pneu desprendido, fazendo o motorista perder o controle da direção e invadir a calçada de uma padaria, quase provocando uma tragédia no município de Lagoa do Piauí, localizado a 43 quilômetros de Teresina.

Conforme relatos transmitidos à equipe de Jornalismo, o veículo pertence a empresa Stylus Transportes, que presta serviços ao município. “Enquanto os alunos são transportados nessa situação, o prefeito Antônio Neto parece não estar nem um pouco preocupado, pois o município recebeu em 2017 aproximadamente 4 milhões de reais e o mesmo já gastou 1,5 milhões na reforma e estruturação de uma escola chama João Alfredo, onde só foi colocado o piso e consertado umas janelas”, disse o leitor, que preferiu não ser identificado.

De acordo com o homem, tanto o Ministério Público como a Polícia Rodoviária Federal já realizaram inspeções no transporte escolar da cidade. “Não é de hoje que os alunos do município correm risco com os ônibus sucateados fazendo esse transporte, já tendo ocorrido até vistoria nesses veículos”, informou.

Segundo o leitor, Antônio Neto, enviou pedido de abertura de crédito especial para a Câmara Municipal de Lagoa do Piauí. “Enviou neste mês de setembro um pedido de crédito especial que lhe autoriza a utilizar 2.4 milhões de reais dos precatórios do Fundef (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério), mas para surpresa de todos, esse crédito não será utilizado na Educação Municipal, muito menos para compra de ônibus que transporte esses alunos com dignidade”, denuncia.

Próxima notícia

Dê sua opinião: