PLANEJAMENTO

Território da Planície Litorânea realiza plenária e discute ações prioritárias

Projeto de unidade de beneficiamento do mel e feira territorial entraram em pauta na reunião


Plenária realizada no município de Caraúbas

Plenária realizada no município de Caraúbas Foto: CCOM

O Conselho de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Território da Planície Litorânea e a Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan) realizaram, no dia 24 de julho, na sede do Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais do município de Caraúbas, a sua Plenária Ordinária. Estiveram presentes representantes das secretarias de Meio Ambiente, Administração, Assistência Social, Agricultura Familiar, Emater, Universidade Federal, do Sindicato Rural, de ONGs, do Banco do Nordeste, além de representações dos municípios de Caraúbas, Cocal, Cocal dos Alves, Bom Princípio e Parnaíba.

Na oportunidade os técnicos da Seplan repassaram informações e orientações sobre o orçamento para o Território da Planície Litorânea e sobre o processo de elaboração do Plano Plurianual 2020-23, que inclui, entre outras novidades, uma rodada de negociação entre representantes dos territórios e todas as setoriais do Estado sobre as ações consideradas prioritárias e que entrarão no PPA 2020-23.

Durante a plenária foram discutidos ainda temas como o diálogo sobre a situação do Sistema de Inspeção Municipal no Território, o lançamento do Programa de Desenvolvimento Territorial, do Banco do Nordeste, a devolutiva do diagnóstico sobre o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de encaminhamentos e os próximos passos do Conselho.

A conselheira da Planície Litorânea, Ana Cristiana Marinho, exalta a importância do evento e destaca que através dele os conselheiros acompanharam a situação do SIM e do programa da merenda escolar. Para ela a plenária foi bastante satisfatória e também uma oportunidade para a elaboração de projetos como o da feira territorial e da unidade de beneficiamento do mel, em Cocal. A próxima reunião acontecerá em Ilha Grande.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: