FORAGIDO

Acusado de matar funcionário da Semcaspi foi expulso da Marinha há mais de dez anos

Crime tem motivação passional; Acusado sentia ciúmes da vítima que teve um relacionamento amoroso com sua esposa no passado


Luciano Silva foi assassinado a sangue frio

Luciano Silva foi assassinado a sangue frio Foto: Facebook da vítima

O representante da Marinha do Brasil no Piauí, Capitão de Fragata Benjamin Dante veio a público esclarecer que Lourival Bezerra Lima dos Santos, acusado de matar a tiros um funcionário da Secretaria Municipal de Trabalho, Cidadania e Políticas Públicas (SEMCASPI), foi desligado da Marinha há 14 anos. A informação foi confirmada pelo oficial nesta segunda-feira (17).

“O indivíduo que está sendo apontado como autor do homicídio que ocorreu domingo (16) na cidade de Teresina, ele não é militar da Marinha, é um cidadão civil que em tempos atrás esteve nas fileiras da Marinha, mas foi desligado do serviço ativo da Marinha. Não tem mais nenhuma ligação com a Marinha do Brasil. Na época em 2006 ele chegou a graduação de Cabo e trabalhava na área de Aviação Naval. Seu nome é Lourival Bezerra Lima dos Santos, Ele foi desligado da Marinha em 2006 como Cabo”, disse o Capitão dos Portos do Piauí.

WhatsApp Audio 2020-02-17 at 21.08.59 (online-audio-converter.com).mp3

Lourival agora está sendo procurado pela Polícia Civil do Piauí como principal suspeito de assassinar Luciano Oliveira Silva, de 42 anos, durante uma bebedeira no bar Gulodice, localizado na Rua João Cabral, bairro Pirajá, zona Norte da capital. O crime aconteceu quando Luciano teria saído da casa da irmã, onde foi pegar um ‘feijão carreteiro’ para Lourival.

Informações policiais apontam que Lourival começou a discutir com Luciano por conta de um relacionamento amoroso que a vítima teve com a esposa do acusado no passado. A mulher esteve no bar momentos antes de o crime ser consumado.

Luciano era motorista da Semcaspi e costumava beber com o suspeito em bares da região Norte de Teresina. Várias pessoas estavam presentes no momento do assassinato, incluindo familiares da vítima e do ex-militar. O tiro que matou Luciano foi disparado por uma pistola 9mm, que foi abandonada próximo ao corpo. 

Próxima notícia

Dê sua opinião: