HOMICÍDIO

Capitão da PM-PI mata mecânico após colisão seguida de discussão de trânsito

Antonio Nilson foi morto em Timon com um tiro na cabeça por um capitão do 6º BPM em Teresina


Quartel do Comando geral da Polícia Militar do Piauí

Quartel do Comando geral da Polícia Militar do Piauí Foto: Marcelo Cardoso/CCom

A Polícia Civil  do Maranhão investiga a morte de um mecânico, identificado como Antônio Nilson Silva Lima, executado com um tiro na cabeça por um capitão da Polícia Militar do Piauí, depois de uma briga de trânsito. O crime teria sido cometido na noite de domingo (7), na rodovia BR-226, em Timon. A Corregedoria da PM já foi notificada sobre o crime e deve ouvir o oficial ainda nesta semana. O oficial da PM é lotado no 6° Batalhão da Polícia Militar do Piauí estava de folga no momento do crime. A arma usada para matar o mecânico era do policial militar.

O delegado Antônio Valente, titular da Delegacia de Homicídios de Timon, explica que houve uma colisão frontal entre os dois veículos. Os condutores desceram dos carros e iniciaram uma discussão.  O PM sacou uma pistola e  atirou na cabeça do mecânico Antônio Nilson, que morreu no local. Não houve testemunha do crime, acrescenta o delegado, que vai intimar o capitão para depor.

O comandante-geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Lindomar Castilho, não foi informado oficialmente do homicídio. Ele aguarda a pronúncia da Polícia Civil do Maranhão para se manifestar sobre a ocorrência. "Já acionamos a Corregedoria, que foi até o local, mas não conseguiu recolher nenhum documento da ocorrência porque a perícia apreendeu todo o material”, adiantou o comandante.

"Se houve durante a apuração alguma demanda administrativa, a Polícia Militar vai intervir. O policial também ainda não se apresentou à Corregedoria, mas acredito que isso aconteça em breve, pois ele não pode ficar muito tempo foragido", garantiu o coronel Lindomar Castilho.

Fonte: Polícia Civil do Maranhão

Próxima notícia

Dê sua opinião: