INTERNAÇÃO COMPULSÓRIA

Em vídeo, secretário de Segurança Fábio Abreu nega sequestro de delegado

Delgado foi internado compulsoriamente na manhã deste domingo (17), sem o conhecimento de parte da família, o que causou desentendimentos e desencontro de informações


Secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu

Secretário estadual de Segurança Pública, Fábio Abreu Foto: Divulgação/SSP

O secretário estadual de Segurança Pública, deputado Fábio Abreu, veio a público esclarecer notícias que circularam na imprensa local na manhã deste domingo (17), acerca de um possível sequestro envolvendo o delegado de polícia Laércio Eulálio.

“Estamos aqui para esclarecer informações acerca de um possível sequestro do nosso delegado Laércio Eulálio. Na verdade, ele não foi sequestrado, trata-se de um problema pessoal, onde parte da família tomou a decisão de interná-lo compulsoriamente enquanto outra parte dos familiares não tinha conhecimento da decisão”, relatou Fábio Abreu.

O delegado teria sido colocado contra sua vontade em um carro por volta das 6h da manhã ao sair do prédio onde reside na zona Leste de Teresina. Percebendo a ação, o porteiro relatou o caso à família que chegou a registrar um Boletim de Ocorrência dando Laércio como sequestrado. A partir daí surgiram notícias afirmando que Laércio havia sido sequestrado, o que não ocorreu.

Delegado de Polícia Civil Laércio Eulálio

“Portanto, o delegado vai para tratamento, esperamos seu breve retorno ao convívio social, policial e consequentemente familiar, torcemos por ele”, concluiu em comunicado o secretário.

NOTA

A Secretaria de Estado da Segurança Pública, através da Delegacia de Polícia Civil, esclarece que estão sendo averiguadas todas as informações sobre a localização delegado Laércio Eulálio. Reforçamos ainda que qualquer outra informação sobre o caso é mera especulação.

DELEGACIA GERAL

A Delegacia Geral de Polícia Civil do Estado do Piauí esclarece que o DPC Laércio Eulálio foi internado para tratamento de saúde, segundo informações de  familiares. Infelizmente, não houve comunicação imediata aos pais do delegado sobre o procedimento de internação. Por conta disso, o pai do DPC registou boletim de ocorrência narrando suposto sequestro. Prontamente a Polícia Civil diligenciou e esclareceu o ocorrido. O delegado Laércio Eulálio ficará  afastado das atividades profissionais enquanto for necessário para a sua plena recuperação médica.

Próxima notícia

Dê sua opinião: