ÁUDIOS

Era para estarem com no mínimo um fuzil aí, diz integrante de facção preso no Piauí

Justiça autorizou divulgação dos áudios após a prisão de mais de 20 integrantes do PCC e Bonde dos 40 no Piauí, Maranhão e São Paulo na última terça (14)


Mais de 20 suspeitos de integrar facções criminosas foram presos nesta terça-feira (14) em Teresina

Mais de 20 suspeitos de integrar facções criminosas foram presos nesta terça-feira (14) em Teresina Foto: Divulgação/SSP-PI

Em novos áudios divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) nesta quarta-feira (15), conversas entre integrantes de facções criminosas como PCC (Primeiro Comando da Capital) e Bonde dos 40, que foram presos durante a Operação Codinomes, mostram ameaça de morte a um advogado não identificado, falam sobre armas compradas com o dinheiro do tráfico de drogas e de apartamentos invadidos na zona Sul de Teresina.

Um ‘faccionado’ conversa com a mulher de um preso e pergunta se ela está sabendo de uma ordem para matar um ‘gravata’, nome dado aos advogados na linguagem dos criminosos.

-E essas ideias aí que ele tava ameaçando, diz que tava querendo aí a cabeça do gravata (advogado) lá?

-Não sei disso não? Quem falou?

-Ele mesmo. Ele chegou aqui em mim hoje e passou as ideias...

Em outro trecho, um dos suspeitos diz que era para os parceiros estarem armados com fuzil.

-Já era pra vocês estarem com no mínimo um fuzil aí ó.

-Irmão, eu tou com as armas aqui, eu tenho. E eu tou com várias armas aqui na caminhada, parceiro, fora as armas dos companheiros nesse bagulho desse “verde” aí (dinheiro da venda de drogas), eu comprei foi as armas.

No áudio, os criminosos conversam também sobre apartamentos invadidos nos bairros Torquato Neto e Orgulho do Piauí, localizados na zona Sul de Teresina. Segundo as investigações, os homens invadem os apartamentos populares após a fuga de crimes e expulsam os moradores.

-Estavam ali perdido na Vila da Paz. Eu mandei  o filhote resgatar eles lá e trazer pra cá, tá ligado? Só que nós tá sem lugar para deixar eles aqui, mano. Que que acontece, eu tenho o lugar lá no setor dos prédios lá que tem o meu apartamento. Eu quero mandar os irmãos pra lá.


Próxima notícia

Dê sua opinião: