TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Família pede prisão de homem que filmou esposa nua amarrada em matagal no Piauí

Homem foi solto após audiência de custódia em Teresina. Família teve que enviar a mulher para outro estado, pois continuava sendo ameaçada de morte


População fez cartaz pedindo prisão de Marco Emílio

População fez cartaz pedindo prisão de Marco Emílio Foto: Reprodução/Facebook

A família da professora E.S.M.A faz um apelo à Justiça do Piauí para que prenda o homem identificado como Marco Emílio Alcides de Araújo, de 39 anos, acusado de levar a ex-esposa a um matagal entre os municípios de Altos e Coivaras, amarrá-la nua, jogar gasolina sobre seu corpo e ameaçar lhe tocar fogo.

De acordo com Ernandes Sousa Monteiro, irmão da vítima, a família preferiu enviar a mulher, de 38 anos, para outro estado, fora do Piauí, visando preservar sua vida, pois após Marco Emílio ter sido preso pelas violências domésticas e tentativa de feminicídio praticadas contra a professora, acabou sendo solto durante audiência de custódia em Teresina.

Quarto onde mulher permaneceu em cárcere privado

“Ela passou cerca de oito dias sendo torturada, presa dentro de casa, teve o cabelo cortado, ele chegou a levar ela para um matagal aqui na vizinhança entre os municípios de Altos e Coivara, onde chegou a jogar gasolina e ameaçou de tocar fogo nela. Nesse período que ela passou em cárcere, ele torturou ela, espancou, foi achado pedaço de madeira dentro do quarto deles, faca que ele usou para cortar ela, cortou a perna dela, fez um risco, isso durou cerca de oito dias que ela passou nas mãos desse elemento”, relatou Ernandes ao Piauihoje.com durante entrevista na tarde deste sábado (28).

A mulher só conseguiu escapar do cárcere privado após ter recebido uma visita de seu pai, oportunidade em que contou a ele o que vinha sofrendo. Segundo Ernandes, Marco Emílio trabalha com contabilidade. O homem era casado com sua irmã há 20 anos, porém o relacionamento sempre foi conturbado e violento. Após ter sido preso este mês, Marco ameaçou matar a ex-mulher, o filho de 20 anos do casal e o pai de E.S.M.A.

"A gente teve que tirar minha irmã aqui do estado e levar para outro temendo ele, pois ele ameaçava de matar ela e o filho dela de 20 anos e ainda o pai dela. Eles eram casados há vinte anos, mesma idade do filho deles, mas sempre foi um casamento conturbado com brigas, desentendimentos, agressões, só que ela nunca tinha denunciado até chegar ao ponto que ela não aguentou mais devido uma crise de ciúmes que ele teve e aconteceu o que eu já relatei", disse.

O filho do casal também era alvo de ameaças constantemente.

"Ameaçava ele constantemente para que não falasse nada pros parentes, ameaçava com uma faca, passou esse tempo todo vendo a mãe sofrendo e nunca falou nada devido as ameaças", informou.


Próxima notícia

Dê sua opinião: