CRUELDADE

Funcionário da Lili Doces é assassinado em assalto no estabelecimento

A vítima teria desobedecido a ordem dos assaltantes de ficar com a cabeça para baixo e acabou olhando para cima, motivo pelo qual foi morto


Antônio da Cruz de Oliveira, funcionário da Lili Doces

Antônio da Cruz de Oliveira, funcionário da Lili Doces Foto: Arquivo pessoal

O funcionário da doceria Lili Doces identificado como Antônio da Cruz de Oliveira, 22 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça na noite dessa quinta-feira (06) em assalto ao estabelecimento no povoado Estaca Zero, em Lagoinha do Piauí, a 93 km de Teresina. O crime ocorreu no momento em que o estabelecimento estava fechado e o funcionário teria sido morto por olhar para cima.

De acordo com o delegado Dyego Pascoal,  Delegacia Regional de Água Branca, quatro homens armados invadiram a lanchonete e anunciaram o assalto, fazendo todos os funcionários reféns. "Eles [criminosos], fecharam as portas do estabelecimento e ordenaram que os funcionários deitassem no chão com a cabeça baixa. No momento de tensão, Antônio ficou deitado, mas olhou para cima. Um dos assaltantes executou esse funcionário na saída", relata o delegado.

Os demais funcionários informaram à polícia que os assaltantes agiam com muita violência. Eles estavam em uma picape de cor azul e diziam que não vieram de longe à toa. A polícia nçao descarta que o crime tenha sido "parada dada", pois no local havia dois HDs para gravar as imagens das câmeras de segurança, sendo que um dos HDs estava escondido na sala do gerente, e eles levaram os dois.

Os homens levaram ainda duas armas de fogo que estavam na lanchonete, R$ 1.700 em espécie e os celulares dos funcionários. A Polícia Rodoviária Federal juntamente com a Polícia Militar realizaram buscas no local, mas até o momento ninguém foi preso. As diligências seguem juntamente com a Polícia Civil.

Próxima notícia

Dê sua opinião: