CRIME

Adolescente de 17 anos é morto ao tentar assaltar policial no bairro Renascença

De acordo com a Polícia Militar, o adolescente e mais dois suspeitos abordaram um policial militar na porta de casa


Viatura do IML

Viatura do IML Foto: Divulgação SSP

O adolescente  Carlos Felipe Pereira, 17 anos, foi morto a tiros na noite dessa terça-feira (05), na Rua Ivani Veras, no bairro Renascença III, zona Sudeste de Teresina. De acordo com informações da porta-voz da Polícia Militar, tenente-coronel Elza Rodrigues, por volta das 23h um policial militar estava chegando em sua residência quando foi surpreendido por três suspeitos que portavam uma arma branca e anunciaram assalto.

"O policial militar foi lesionado por arma branca e conseguiu reagir e alvejar um dos indivíduos, os outros dois indivíduos empreenderam fuga. A guarnição da Força Tática do 8º Batalhão e da RONE ao chegarem ao local, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), onde foi constatado o óbito do adolescente", explica a tenente-coronel.

Segundo populares, o adolescente  possuía passagens pelo Centro de Educação Masculino e pelo Centro Educacional de Internação Provisória. Carlos Felipe tinha histórico de ato infracional análogo a roubo. O Instituto de Medicina Legal (IML) foi acionado e removeu o corpo. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

O Policial se ausentou do local e em seguida, se dirigiu espontaneamente para Central de Flagrantes com o seu advogado e também até a Corregedoria.

 OUTRA VERSÃO

Um leitor do portal Piauí Hoje, que pediu para não ser identificado, informou que Carlos Felipe se envolveu em uma confusão na Unidade Escolar Zoraide Almeida, no Residencial Dignidade, em julho deste ano. O adolescente teria atingido com duas facadas o filho de um sargento da Polícia Militar, que ficou paraplégico. O denunciante contou ainda que a mãe de Carlos Felipe, uma funcionária da Assembleia Legislativa do Piauí, levou o filho para longe para evitar que ele fosse morto.

Vizinhos de Carlos Felipe informaram ainda que o atirador é um policial militar lotado no Maranhão, identificado apenas ado Marquinho, e que o crime ocorreu na porta da casa dele. O adolescente estava em liberdade assistida por ter praticado ato infracional análogo ao crime de Roubo.

Próxima notícia

Dê sua opinião: