CRIME

Justiça decide manter solto acusado de assassinar ex- mulher Aretha Dantas

O crime aconteceu em 2018 e chocou a cidade pela crueldade, Aretha recebeu 20 perfurações e foi atropelada


Paulo Alves dos Santos Neto matou Aretha Dantas Claro

Paulo Alves dos Santos Neto matou Aretha Dantas Claro Foto: Arquivo pessoal/Montagem

Após  Paulo Alves  dos Santos Neto, cumprir 1 ano e oito meses de prisão pelo assassinato de  sua   ex-mulher Aretha Dantas em 2018,   a sua prisão foi relaxada e o acusado foi colocado em liberdade em 21 de janeiro de 2020, com a justificativa de que ele estava preso há 1 ano e 8 meses, o que representava um prazo superior ao determinado na prisão preventiva, decisão do juiz Danilo Melo de Sousa, da 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri

Diante do fato  o Ministério Público do Piauí entrou com recurso solicitando que a justiça mantenha a prisão preventiva do acusado, e o recurso foi negado´. A decisão saiu esta semana, o juiz manteve o acusado em liberdade provisória, mediante aplicação de medidas cautelares, e também manteve o sigilo sobre o novo endereço de Paulo Alves, a pedido da defesa que alegou a necessidade de resguardar a integridade física do acusado

Entenda o caso

Aretha  Dantas Claro de 32 anos foi morta com requintes de crueldade na madrugada de terça-feira (15), na Avenida Maranhão, próximo à Ponte Engenheiro Antonio Noronha, que liga Teresina a Timon (MA) pela rodovia BR-316. O ex-namorado  Paulo Alves dos Santos Neto foi acusado  de matar a ex-mulher, por não aceitar o término do namoro e também por a vítima  já ter outro namorado.

Aretha teria convivido por um ano com o acusado de feminicídio.  Segundo a família a vítima  sofria  agressões  durante o tempo em que esteve com o acusado. A vítima sofreu de 20 a 30 perfurações de faca antes de ser atropelada e arrastada por mais de 20 metros pelo carro do assassino, que fugiu tomando o sentido Centro/Sul da capital. As inúmeras perfurações no corpo e o atropelamento depois dos golpes, além do local onde o crime aconteceu, que é frequentado por garotas de programa, reforçam a tese de feminicídio.

https://www.piauihoje.com/noticias/policia/ex-namorado-e-suspeito-de-executar-aretha-dantas-47697.html

Fonte: G1

Próxima notícia

Dê sua opinião: