INTERPOSIÇÃO

MP pede prisão de homens detidos com tonelada de cocaína soltos pelo TJ-PI

Três dos homens presos durante operação policial com mais de uma tonelada de cocaína foram colocados em liberdade por decisão do Tribunal de Justiça do Piauí


Maior apreensão de cocaína do Piauí

Maior apreensão de cocaína do Piauí Foto:

O Ministério Publico do Estado do Piauí (MP-PI), por meio da 20ª Procuradoria de Justiça, com o auxílio do GAECO, interpôs na tarde de hoje (30), perante o Tribunal de Justiça (TJ-PI), pedido de reconsideração da decisão do desembargador José de Ribamar Oliveira, que determinou no último dia 26/12/2019, a liberdade de Alexandre Vilela de Oliveira, Vagner Farabote Leite e André Luiz Caje Ferreira, presos em flagrante no último dia 10/12/2019 por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico, na posse de duas aeronaves.

Na mesma operação, comandada pelo GRECO, foi apreendida mais de uma tonelada de cocaína. Foi verificado que contra André Luiz Caje Ferreira, já havia inclusive, mandado de prisão preventiva decretada pela Justiça de São Paulo, por crime de tráfico ilícito de entorpecentes.


O Ministério Público solicitou a reconsideração da decisão do Desembargador, e consequente expedição de mandado de prisão preventiva contra os investigados, haja vista a permanência de todos os requisitos e pressupostos legais para a decretação da prisão preventiva.

No último domingo (29), o secretário de Segurança Pública Fábio Abreu chamou de 'desastrosa' a decisão do Tribunal de Justiça que garantiu o habeas corpus aos três presos e os colocou em liberdade.

Lista de presos:

  1. André Luís de Oliveira Cajé Ferreira - piloto de avião 
  2. Alexandre Vagner Ferraz - piloto de avião 
  3. Alexandro Vilela de Oliveira 
  4. Vagner Farabote Leite - piloto de helicóptero 
  5. Renato Solon Gondim Magalhães- piloto de avião 
  6. João da Cruz Marques 
  7. Alexandre Barros Pereira de Meneses.

O entorpecente apreendido foi incinerado em uma cerâmica da região Sul de Teresina. A tonelada de cocaína estava avaliada em R$ 25 milhões de reais e seria enviada à Europa para abastecer o tráfico internacional, segundo informações policiais colocadas à imprensa. O estado do Piauí seria apenas um ponto de apoio dentro da rota que incluía o aeroporto do Ceará como saída da droga para o exterior.


Fábio Abreu afirmou em entrevista que irá solicitar à Justiça o uso das aeronaves apreendidas, um bimotor e um helicóptero, em operações policiais do estado.

Fonte: Com informações do MP-PI

Próxima notícia

Dê sua opinião: