CRIME PASSIONAL

Oficial da Marinha seria o suspeito de assassinar o ex-namorado da esposa

Crime foi no final da tarde de domingo, no bairro Matinha; Polícia tenta localizar e prender o acusado


Luciano Silva foi assassinado a sangue frio

Luciano Silva foi assassinado a sangue frio Foto: Facebook da vítima

Um oficial da Marinha do Brasil seria o assassino de Luciano Oliveira Silva, de 42. Ele era funcionário da Secretaria Trabalho, Cidadania e Políticas Públicas Integradas (Semcaspi) e foi morto a tiros na tarde deste domingo (16), no bar Gulodice, na rua João Cabral, no bairro Pirajá, na zona Norte de Teresina.

A vítima tinha saído da casa de uma prima, de onde levou "feijão de carreteiro" para o homem que teria atirado em Luciano, que era motorista da Semcaspi.

Testemunhas contaram que Luciano estava bebendo com o autor dos disparos, a quem reconheceram ser um homem que se dizia ser oficial da Marinha do Brasil.

De acordo com as primeiras informações da polícia, o oficial da Marinha teria discutido com Luciano porque este teve, no passado, um relacionamento amoroso com a mulher que posteriormente se casaria com o militar. O agora marido nutria ciúmes do ex-namorado da esposa.

Vários policiais estiveram no local do crime. O secretário do Trabalho, Cidadania da PMT, Samuel Silveira, esteve acompanhando o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística.

Até às primeiras horas desta segunda-feira (17) não havia notícias da prisão do acusado. A família e amigos da vítima estão revoltados porque o marinheiro atraiu Luciano para o bar porque já havia plenejado o assassinato.

Próxima notícia

Dê sua opinião: