SENES II

PF sequestra bens de empresários envolvidos em fraudes previdenciárias no PI

A Polícia Federal deflagrou hoje a segunda etapa da Operação Senes II em Parnaíba, no litoral do estado


Polícia Federal

Polícia Federal Foto: Reprodução

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (14), a segunda fase da operação Senes, que investiga crimes contra o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) em Parnaíba, no litoral do Piauí. O objetivo da operação é cumprir mandados de busca e apreensão, sequestro de bens imóveis e bloqueio de valores de dois empresários sob determinação da 1ª Vara Federal Criminal de Teresina.

 A PF informou  que os investigados nesta nova fase da operação são os mesmos da primeira etapa, em que foram presos dois empresários, sendo um do ramo de madeireira e outro dono de lava jato. A Operação Senes II apura suspeitas de lavagem de dinheiro e crimes previdenciários na cidade de Parnaíba. A  quadrilha falsificava documentos, criavam benefícios falsos, cooptavam idosos para irem aos bancos e agências do INSS. Os criminosos pegavam os cartões e sacavam o beneficio das vítimas.

Ainda na primeira fase foram presos três integrantes de um grupo organizado suspeito da prática de fraudes previdenciárias, falsidade documental, e corrupção. Os investigados responderão pelos crimes de estelionato majorado, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informação e formação de quadrilha, cujas penas podem chegar a 15 anos de reclusão.

O prejuízo aos cofres públicos da União, segundo a PF, chegou a R$ 7,6 milhões. Participam da Operação 12 policiais federais da Delegacia de Parnaíba.


Fonte: Com informações da Polícia Federal

Próxima notícia

Dê sua opinião: