CRIME

Piauiense de 19 anos é estuprada após assalto em praia da Bahia

Crime aconteceu na noite da última terça-feira (07), por volta das 23h em Salvador


Casal em Itapuã, na Bahia, onde foram assaltados

Casal em Itapuã, na Bahia, onde foram assaltados Foto: G1

Na noite da última terça-feira (07), uma piauiense de 19 anos foi estuprada após um assalto no bairro de Itapuã, localizado na cidade de Salvador, Estado da Bahia. A jovem caminhava com o namorado, de 27 anos, pela praia de Itapuã quando os dois foram abordados por uma dupla de homens ainda não identificados pela Polícia da Bahia, que investiga o caso.

O casal piauiense aproveitou o período de férias para viajar a Salvador. Foi a primeira viagem da jovem à Bahia. Ela é natural de Teresina.

"A gente veio andando pela praia e resolvemos sentar numa pedra. A praia estava cheia, mas começou a esvaziar. Depois dois homens chegaram por trás dizendo: 'É assalto, é assalto. Você é polícia? Passa tudo. Ele pediu dinheiro e eu disse que o dinheiro estava no hotel. Ele então mandou que eu fosse no hotel pegar o dinheiro e disse que se eu não voltasse, ele mataria a minha namorada. Quando eu saí, ao invés de ir para o hotel fui para delegacia", relatou o turista que preferiu não se identificar.

A dupla pediu que o namorado da jovem fosse ao hotel onde estão hospedados para pegar dinheiro.

O rapaz desviou o caminho e foi até a Polícia de Itapuã relatar o assalto e pedir ajuda. Com a ausência do rapaz, um dos suspeitos fugiu levando os pertences do casal e o segundo suspeito estuprou a jovem. Ele a levou para trás de uma pedra na praia, onde ela também chegou a machucar o joelho. O criminoso parou o ato ao avistar uma viatura policial.

Na sequência, de acordo com o relato da vítima, o estuprador saiu caminhando e mandou a jovem o acompanhar fingindo que eram casal. Com a viatura se aproximando, ele correu, porém a jovem que sofre de asma não conseguiu correr com ele. "Eu não pude correr porque comecei a ficar com com falta de ar, tenho asma. Ele pegou na minha mão e disse que se eu tentasse alguma coisa que iria me matar. Então, ele foi andando, parou em um condomínio e pediu água para mim na portaria", completou.

Foi após deixarem a portaria desse condomínio que o acusado parou em uma rua do bairro, momento em que a piauiense aproveitou para fugir. O casal prestou queixa dos crimes na Delegacia de Itapuã e na Central de Flagrantes de Salvador. A jovem chegou a receber atendimento na UPA de Itapuã.

Fonte: Com informações do G1/Bahia

Próxima notícia

Dê sua opinião: