FEMINICÍDIO

Piauiense é morta asfixiada em São Paulo; conterrâneo é suspeito

O suspeito do crime é o ex-companheiro da vítima


Maria Elisângela Alves da Silva

Maria Elisângela Alves da Silva Foto: Arquivo pessoal

A piauiense Maria Elisângela Alves da Silva, de 43 anos, foi encontrada morta dentro de casa nessa terça-feira (13), em Suzano (SP). Segundo o site Uol, a vitima foi morta por asfixia com uma almofada e o suspeito do crime também é piauense, natural de José de Freitas, o ex-companheiro de Maria Elisângela. 

Segundo a polícia, o casal estava separado há três meses e o suspeito, identificado como Antônio Felix, de 48 anos, foi até a casa de Maria Elisângela para reatar o relacionamento, mas ela teria se recusado a voltar e acabou morta.

Vizinhos afirmaram a policiais militares que ouviram gritos durante uma discussão que precedeu o assassinato da mulher. Quando não ouviram mais nada, os vizinhos chamaram a Polícia Militar. Ao chegarem na casa, policiais se depararam com Maria já morta, caída no chão, com uma almofada sobre o rosto. 

Ainda segundo o Uol, o corpo da vítima também apresentava sinais de enforcamento. O caso é investigado pela Polícia Civil de Suzano, que até o momento registrou o caso como homicídio simples. Porém, segundo um policial ouvido pela reportagem, o caso pode ainda ser registrado como feminicídio (quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher). O corpo da vítima deve ser transportado para o Piauí, onde será enterrado. Elisângela deixa duas filhas.

Fonte: Com informações do UOL

Próxima notícia

Dê sua opinião: