VILA IRMÃ DULCE

Polícia investiga suposta tentativa de sequestro de criança na zona Sul de Teresina

O adolescente de 13 anos conta que salvou o irmão de quatro anos quando um homem tentou sequestrá-lo


Adolescente de 13 anos salva irmão de 4 anos de sequestradores na zona Sul

Adolescente de 13 anos salva irmão de 4 anos de sequestradores na zona Sul Foto: Montagem Piauí Hoje

Nessa quinta-feira, 12, circulou nas redes sociais áudios e imagens sobre uma suposta tentativa de sequestro de criança na zona Sul de Teresina. Em um dos áudios, a avó de duas crianças relata o desespero de quase ter tido os netos sequestrados. A polícia passou a investigar as mídias compartilhadas no WhatsApp, mas ainda não confirmou se a tentativa de sequestro é verídica. O caso teria ocorrido por volta das 12h de ontem na Rua Santa Cássia, na Vila Irmã Dulce, zona Sul de Teresina.

A avó identificada como Jessilene de Sousa disse que o neto de quatro anos só não foi levado pelos criminosos porque foi salvo pelo irmão de 13 anos. Imagens de câmeras de segurança flagraram os irmãos caminhando em via pública. Em seguida, um carro de cor escura passa pelo mesmo local e um homem teria tentado puxar a criança menor. Os dois meninos saíram correndo assustados, conseguindo fugir dos criminosos.

Ouça o áudio em que a avó relata o caso!

O garoto de 13 anos falou que estava caminhando com o irmão quando o carro parou e um homem abriu a porta para tentar pegar o menino de 4 anos. Neste momento, o adolescente soltou as coisas que estavam na mão, colocou o irmão no colo e correu para escapar. Eles correram para a horta comunitária, onde haviam algumas pessoas. A avó ainda não registrou o Boletim de Ocorrência.Suposto carro dos criminosos 

A Polícia Civil se manifestou sobre o caso. Veja a nota:

"A Polícia Civil do Piauí informa que, desde a data de ontem (12/09), após tomar conhecimento do vídeo, encaminhou as referidas imagens ao Instituto de Criminalística para sejam analisadas, e acrescenta que até o momento não foi realizado registro da ocorrência parte da família dos adolescentes que teriam sido abordados. Contudo, as investigações para constatar a veracidade dos fatos, seguem sob a alçada do 23º Distrito Policial.

Próxima notícia

Dê sua opinião: