INQUÉRITO

URGENTE: Policial é expulso de corporação por alugar rádios da PM para bandidos

Bandidos monitoravam ações da PM com rádios alugados. Decisão do Comando Geral da Polícia Militar do Piauí foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) nesta quinta-feira (26)


Comando Geral da Polícia MIlitar do Piauí.

Comando Geral da Polícia MIlitar do Piauí. Foto: Reprodução

Um processo disciplinar instaurado em 2014 pelo Comando Geral da Polícia Militar resultou na expulsão do policial Reginaldo Teixeira Alencar, mais conhecido como Cabo Alencar, lotado no 4º Batalhão de Polícia Militar. O PM foi expulso por ter pego rádios digitais de uso da polícia sem o conhecimento de seus superiores e alugado os aparelhos diversas vezes. A expulsão foi publicada no Diário Oficial do Estado na última quinta-feira (26).

O processo, que possui cinco volumes e um total de 1178 folhas, aponta que o Cabo Alencar alugava o equipamento para o ex-PM Francisco José Wellington Silva Sousa, conhecido como soldado Alencar. Este, por sua vez, usava o rádio para monitorar o trabalho ostensivo policial militar. 

A seguir, trecho da decisão do processo administrativo disciplinar instaurado pela PM-PI.

O presente Conselho de Disciplina, por unanimidade de votos, conclui, pois há elementos, que comprovam que o acusado alugou, a título de gratificação pecuniária, rádio HT da carga da Polícia Militar do Piauí ao EX-PM FRANCISCO JOSÉ WELLINGTON SILVA SOUSA, o qual realizou crimes com a utilização do elencado material da Polícia Militar do Piauí, reconhecendo desta forma que o Acusado praticou ato que afetou os preceitos éticos e morais da honra pessoal, do pundonor policial militar e do decoro da classe, razão pela qual este Conselho de Disciplina opina que o mesmo seja EXCLUÍDO A BEM DA DISCIPLINA da Polícia Militar do Estado do Piauí.

Rádio HT usado pela Polícia Militar

O caso foi investigado pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GRECO) com apoio do Ministério Público do Piauí.

Das provas colhidas pelo Greco: “...Quanto ao representado REGINALDO TEIXEIRA DE ALENCAR, descobriu-se que o mesmo é Soldado da Polícia Militar deste Estado e constantemente aluga os rádios (conhecidos por HT´s) da Corporação para o Soldado WELLINGTON, o qual os utiliza para ouvir a frequência das comunicações da Polícia Militar durante as empreitadas criminosas. Consoante relatório em anexo, “o Soldado Alencar tem total conhecimento da utilização dos rádios Ht’s nas ações criminosas, inclusive, segundo áudios autorizados pela justiça, pede informações sobre traficantes e assaltantes, dizendo que tem uma “parada boa” para um determinado assaltante.

Ainda segundo o inquérito, Alencar alegou que alugou o equipamento a Wellington para que este pudesse "tirar um bico em uma festa". O aluguel do aparelho foi acordado em R$ 150, dos quais Alencar teria recebido em uma ocasião apenas R$ 50, um terço do valor proposto.

Clique aqui e confira a publicação na íntegra publicada no Diário Oficial do Estado.

GRECO

No início deste mês, a Operação Dictum deflagrada pelo GRECO prendeu mais de dez policiais acusados de envolvimento com o crime organizado.

Próxima notícia

Dê sua opinião: