CRIME BÁRBARO

Suspeito de matar a tia no DF é preso após embarcar em ônibus para o Piauí

A prisão ocorreu no sertão do Pernambuco; a tia de 68 anos foi morta de forma brutal


Preso suspeito de matar a tia em Brasilia

Preso suspeito de matar a tia em Brasilia Foto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal do Piauí (PRF) prendeu um homem identificado como Fábio Vale, de 38 anos, acusado de matar a tia em Brasilia e embarcar em um ônibus com o destino ao Piauí após o crime. A prisão ocorreu na estação rodoviária de Ouricuri, no Sertão de Pernambuco.

O crime ocorreu na quinta-feria (8) em um condomínio no Paranoá (DF).  A tia do suspeito é Maria Almeida do Valo, de 68 anos, que foi brutalmente assassinada. Segundo a Polícia, Maria estava visitando os parentes em Brasília e na quinta-feira iria voltar para sua cidade natal, em Minas Gerais. Ela foi morta em um local onde dormia nos fundos da casa onde estava hospedada. A suspeita é que o sobrinho que dormia no quarto ao lado a matou. 

No momento do crime, a família estava na casa da frente e ninguém ouviu nada. Maria foi encontrada morta com um capacete e uma camisa na cabeça e o corpo estava enrolado em lençóis. Um moletom do suspeito foi encontrado no corpo da vítima. Havia bastante sangue no local e o cabelo da vítima estava espalhado pelo chão e paredes.


Após o crime, Fábio Vale fugiu da cidade e embarcou no ônibus com destino ao Piauí. A Polícia Civil do Distrito Federal e PRF do Piauí descobriram o itinerário da viagem e passaram a monitorar o suspeito. O homem estava dentro do ônibus interestadual no momento da abordagem, em Ouricuri. 

O suspeito informou que iria para Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e depois para Alagoas. Fábio Vale foi preso e encaminhado à delegacia de Polícia Civil da região de Ouricuri. Ele foi transferido no sábado (10) de volta à Brasília, para os procedimentos necessários. 

Segundo o site Correio Braziliense, o suspeito confessou à polícia no momento da prisão que matou a tia com o cabo de rodo. Ele teria enfiado o objeto na garganta da vítima até ela morrer sufocada. "Não dá para entender tamanha barbaridade com uma mulher de 68 anos. Até a família ficou impressionada porque eles se davam muito bem. Na noite anterior tinham jantado juntos, assistido TV juntos. Até agora ele não disse a motivação”, contou a delegada-chefe da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), Jane Klébia.

Ainda segundo o site, Fábio do Vale é ajudante de pedreiro e vendeu a motocicleta usada na fuga após o crime. Ele usou o dinheiro, R$ 1 mil, para fugir do Distrito Federal. Após ver a notícia de que Fábio era suspeito do assassinato, o comprador da motocicleta procurou os investigadores para fazer a denúncia.

Fonte: PRF e Correio Braziliense

Próxima notícia

Dê sua opinião: