REPRESSÃO

Bolsonaro e Moro escalam a Força Nacional para protesto de mulheres e estudantes

A portaria é válida também para amanhã, dia em que ocorre a Marcha das Margaridas


Bolsonaro e Sérgio Moro

Bolsonaro e Sérgio Moro Foto: PapoTV

A Marcha das Mulheres Indígenas e o protesto de estudantes e trabalhadores contra cortes na educação acontecem nesta terça-feira (13) em Brasília. Ambas manifestações seguem até a Esplanada dos Ministérios e o ministro da Justiça, Sergio Moro, determinou que a Força Nacional de Segurança Pública esteja a postos. 

A portaria foi publicada no Diário Oficial da União e é válida para terça (13) e quarta-feira (14). O documento prevê ainda que os agentes poderão agir “em caráter episódico e planejado, nos dias 7, 12 e 13 de agosto de 2019”, a pedido do MEC. 

O argumento do governo é de que "a Força está destacada para ações de preservação da ordem pública e da incolumilidade das pessoas e do patrimônio na defesa dos bens da União".

Vale lembrar que a última vez que a Força Nacional atuou neste contexto, o cenário foi de violência e repressão. No ano de 2016, estudantes protestavam contra mudanças mo ensino médio e o congelamento de gastos, quando foram reprimidos pela Força Nacional. 

Fonte: Redação Piauí Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: