VEREADOR

Dudu critica descaso da PMT com situação de ônibus clonado

O vereador ainda apresentou outro requerimento solicitando informações ao Setut e a Strans sobre a frota do transporte público rural


Ônibus apreendido

Ônibus apreendido Foto: Divulgação

A Câmara Municipal de Teresina (CMT) reprovou requerimento apresentado pelo vereador Dudu (PT) que solicitava a convocação do superintendente municipal de transporte e trânsito, OAB-PI e representantes do Setut para fornecer esclarecimentos acerca do transporte público urbano e rural. O parlamentar defende ainda uma ampla discussão sobre a situação de ônibus clonados e a frota envelhecida em circulação na capital.  Entretanto, a solicitação acabou sendo rejeitada pelos vereadores da Casa durante sessão plenária desta quinta-feira (12).

Dudu critica o descaso da Prefeitura Municipal em fiscalizar com rigor os veículos que realizam o transporte de passageiros de Teresina. “Estamos falando de ônibus que foi apreendido por ser clonado e possuía documentos falsos. Já pensou se acontece algum acidente com os usuários desses ônibus? O poder público não está somente negligenciando, mas também permitindo que com o dinheiro público se faça uma mazela dessa magnitude.  Enquanto isso, a Strans é eficiente somente para multar e arrecadar fortunas da população. Ainda existem vereadores afirmando que não é papel da Strans fiscalizar alguém que recebe uma concessão pública. Necessitamos saber informações sobre a documentação, quantos ônibus realizam os serviços e a dívida que a gestão tem com o Setut e vice-versa. Enfim, a Câmara rejeita mais um pedido importante para o povo. Só temos que repudiar a reprovação dessa matéria”, criticou o vereador Dudu.

Durante a sessão, Dudu ainda apresentou outro requerimento solicitando informações ao Setut e a Strans sobre a frota do transporte público rural. O documento foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares.    

Segundo o parlamentar petista, diariamente moradores realizam reclamações em relação a péssima qualidade do transporte que é disponibilizado pela Prefeitura para zona rural da capital. “A Câmara já promoveu vários debates e hoje infelizmente temos mais de 100 mil pessoas que vivem abandonadas pelo poder municipal. Temos reclamações das mais diversas possíveis e é importante que possamos pautar a temática, pois somente assim vamos ter informações se existe ou como é que anda a licitação do transporte da zona rural. Essas informações vão ser de fundamental importância para discutir e encontrar soluções para esse serviço que é essencial para os moradores das áreas rurais”, afirmou o parlamentar.

Fonte: AsCom

Próxima notícia

Dê sua opinião: